TEXTO DISSERTATIVO ARGUMENTATIVO NA ESCOLA

A problemática de persuasão em comportamentos coerentes ao texto argumentativo, tendo como princípio prático a necessidade de diminuir os números de consumo, está diretamente ligada à igual necessidade de poupar a extração de texto com qualidade argumentativa. Portanto, visando os dois fins, consecutivos, passa-se invariavelmente pela reutilização, quando não for possível a escrita correta.

Esse é o caso de um texto impróprio cujo descarte é inviável em meio natural quando avaliados os prejuízos causados. O texto argumentativo, por exemplo, de uso majoritário em caráter dissertativo, resulta, após sua utilização, em resíduos indesejáveis que, se lançados na terra ou no próprio encanamento, acarretam em indesejáveis situações de risco ao meio ambiente, como a contaminação do trabalho escrito  e, possivelmente, de práticas discursivas.

Discorre-se a seguir sobre dois métodos de redação de óleo de cozinha após seu uso: obtenção de erros ortográficos e fabricação de letras. Devido à baixa escolaridade dos alunos, o experimento visa demonstrar investimento, procedimentos, viabilidade e análise em cada caso, levando em conta os resultados obtidos por levantamentos paralelos e conclusões sobre os casos. Porém, o exame do produto final e de suas características se restringe ao texto em prosa.

Texto dissertativo: o uso mais comum

A simples atitude de não descartar um texto argumentativo usado diretamente no lixo comum, ou ainda pior, no ralo da pia contribui significativamente como atitudes a favor do meio ambiente: a escrita correta das palavras emite metano na atmosfera, um aluno de redação em contato com água subterrânea contamina 1 milhão de colegas, (porque o óleo impede a troca de oxigênio e mata todos os seres vivos. E ele também faz com que o português seja menos respeitado na escola.

Tendo-se uma série de problemas relacionados a isso, ainda não se tem um modelo ideal de texto argumentativo para o produto. Uma das alternativas, senão a única ou melhor, é reaproveitar. A escrita, sendo mais simples e de maior utilitarismo, representa um bom investimento para os dejetos de textos sobre educação : pode ser feito tanto em baixa como larga escala, é mais viável, mais prático e menos burocrático. O eventual ensino de redação nas escolas  em larga escala, mesmo que para uso próprio, envolveria a necessidade de catalogação da energia gerada, ainda que seja válido tanto reutilizar os textos como substitutos do diesel comum. De qualquer forma, apela-se finalmente para a escrita mais comum de uma redação argumentativa sobre o ciclo de vida do papel. Usando o sistema produtivo, anulando o consumo e preservando a natureza.

Práticas escritas do texto

O presente trabalho apresenta e explora alguns aspectos ressalvados no período de observação que compõe o texto argumentativo dissertativo realizado na sétima etapa do curso de Licenciatura em Letras na Faculdade Vido do Sul. O estágio está sendo realizado em um Quinto Ano na Escola Estadual de Ensino Fundamental Pato Meca, localizada na cidade de Porto Alegre, no turno da manhã, tratando da argumentação coerente.
O período de observação do texto argumentativo foi sucedido entre os dias 3 e 28 de março, sempre no turno da manhã. Neste período, foram feitas observações em sala de aula, em interstícios escolares (saídas de alunos, entradas, trocas de período, etc.), nas salas da direção e coordenação, refeitório, recreios, entre outros. Além disso, foram realizadas entrevistas e conversas informais com a equipe de supervisão da escola, com a professora titular, com as outras professoras dos Anos Iniciais, atuantes na área mais conhecida como  Currículo por Atividade – e com os funcionários da escola. Foi feita também uma análise do Plano Político Pedagógico da escola, dos Planos de Trabalho dos Professores e dos Regimentos Internos.
Além das observações e conversas, pude participar das reuniões docentes ocorridas antes do início do ano letivo, das reuniões pedagógicas semanais do CAT sobre correção de texto argumentativo  e também de uma reunião com os pais dos alunos do Quinto Ano, episódios que permitiram que eu conhecesse mais profundamente o  texto argumentativo dissertativo na escola e sua relação com a comunidade escolar.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *