ESQUERDA DESUNIDA, DIREITA NO PODER

Paulo Matos*

Quando estudante universitário, tive um professor na área de política que dizia achar "a direita brasileira extremamente inteligente, pois conseguia manter a esquerda desunida e, com isso, se perpetuar no poder", essa afirmação foi dita há quase quinze anos atrás e parece que a coisa não mudou muito nos dias de hoje.

Com a aproximação das eleições estamos presenciando a direita brasileira mostrar o seu poder de fogo e colocando todo o seu aparato (sistemas de comunicação) para ver os seus candidatos no topo das pesquisas eleitorais, estamos presenciando apenas os resultados da guerra que vem sendo travada nos bastidores entre a direita.

Mas não fique surpreso, pois, não vai demorar muito, e você irá presenciar essa mesma direita que está se engalfinhando para ver um de seus candidatos no topo do poder, de beijinhos e abraços como vem acontecendo por todos esses anos nos palanques da vida, tradição que vem sendo passada de geração a geração.

Enquanto a oligarquia Sarney se utiliza da grande mídia para escamotear uma realidade que pulsa no dia-a-dia maranhense que até então era desconhecida pela grande maioria do povo brasileiro, em nosso solo tucuju, um segmento significativo da imprensa amapaense, dominada por representantes dessa mesma direita, que passou dezenas de anos se locupletando no poder, tenta de todas as formas distorcer os resultados positivos de um programa de governo que, durante esses sete últimos anos vem recuperando o orgulho do amapaense.

É preciso que os membros dos partidos que compõem a aliança que hoje governa o Amapá, além de outros partidos de esquerda ou os considerados progressistas, sentem na mesa de negociações, e em nome de um programa que vem conseguindo tirar da lama da miséria uma parcela significativa da população, deixem de lado as suas vaidades pessoais e pensem suas ações a partir do coletivo, essa é a verdadeira essência da política.

*Paulo Matos é sociólogo