Vila do Coração (Documentário)

Emeson Renon

A menos de uma hora de Macapá, a Vila do Coração é o que podemos chamar de “Cultura Remanescente do Povo Negro”. Todas as pessoas que lá chegavam eram descendentes de africanos. Trabalhavam na roça, uma vez que o vilarejo não passava de um grande roçado.

Hoje, as raças se misturam e dos muitos moradores que lá residem, poucos ainda procuram manter a tradição, substituída com a chegada da tecnologia do mundo globalizado. O grande roçado se transformou num lugar urbanizado com casas, posto de saúde e escola.

A vida aqui é considerada pacata, o silêncio só é quebrado com a passagem do ônibus, que acontece de uma em uma hora. Deixar o local não é pensamento de ninguém