Matemática dos tomates

Vendo tomates para o governo.
São 1000 quilos todos os meses ao preço de R$1,00 o quilo.

Porém, a partir de 01/06/2001, devido vários problemas que estou enfrentando para produzir os 1000 quilos de tomates, fiz um acordo com o governo e ele aceitou.

A partir daquela data fornecerei apenas 800 quilos, ou seja, 20% a menos.

Vai daí que se eu receber somente R$800,00 ao invés de R$1000,00 vou tomar um baita prejuízo.

Então, fiz umas maracutaias calculatórias e apresentei a seguinte proposta, aceita, até, com um ar de felicidade,pois julgaram que ficariam privados de usufruir os deliciosos tomates:

Do total de 800 quilos de tomates que entregarei, os primeiros 200 quilos continuarão custando o mesmo R$1,00 por quilo.

Do quilo 201 até o quilo 500 um leve aumento de 50% por quilo fará com que o preço destes tomates passe para R$1,50 o quilo.

Do quilo 501 até o quilo 800 um aumento um pouco mais salgado de 200% fará com que cada quilo de tomate passe a custar R$3,00.
Fazendo as contas terei R$200,00 + R$450,00 + R$600,00 = R$1.250,00.

Então, pra que que vou produzir 1000 quilos de tomates?

Vou produzir somente 800 quilos fazendo uma economia de custo de produção de 200 quilos de tomates e ainda por cima, aumentarei a arrecadação.

Tomara que ninguém no governo perceba!!!

Qualquer semelhança com o plano do governo para o racionamento de energia mera coincidencia!

( Enviado por Sonia Helena )