De Zumbi ao comandante da British Airways


O preconeito racial que a escravidão marcou tanto e Zumbi dos Palmares
combateu até a morte, mudou nestes últimos 305 anos. Se a hipocrisia ainda prevalece por um lado com pessoas fazendo de conta que não são racistas, pelo outro avança a consciência da insensatez que o preconceito envolve, e as reações acontecem de forma mais ou menos dura, mas o importante é que estão acontecendo.
Isso aconteceu num vôo da British Airways entre Johannesburgo e Londres.

Uma senhora branca, de uns cinquenta anos, senta-se ao lado de um negro.
Visivelmente perturbada, ela chama a aeromoça:
- Qual é o problema, senhora? Pergunta a aeromoça:
- Mas você nao está vendo? - Responde a senhora. - Você me colocou do lado de um negro. Eu nao consigo ficar do lado destes nojentos. Me dê outro assento...
- Por favor, acalme-se. - Diz a aeromoça. - Quase todos os lugares deste vôo estao tomados. Vou ver se há algum lugar disponível.

A aeromoça se afasta e volta alguns minutos depois.
- Minha senhora, como eu suspeitava, nao há nenhum lugar vago na classe econômica. Eu conversei com o comandante e ele me confirmou que nao há mais lugar na executiva. Entretanto ainda temos um assento na primeira classe.
Antes que a senhora pudesse fazer qualquer comentário, a aeromoça
continuou:
- É totalmente inusitado a companhia conceder um assento de primeira classe a alguém da classe econômica, mas, dadas as circunstâncias, o comandante considerou que seria escandaloso alguém ser obrigado a sentar-se ao lado de pessoa tão maldita, podre e sem espirito.
E, dirigindo-se ao negro, a aeromoça complementa:
- Portanto, senhor, se for de sua vontade, pegue seus pertences que o assento da primeira classe está à sua espera.
E todos os passageiros ao redor que, chocados, acompanhavam a cena, levantaram-se e bateram palmas.