Sebrae forma mais consultores em metodologia que reduz impacto ambiental nas empresas

Já são 29 profissionais formados com a missão de promover o desenvolvimento sustentável nos micro e pequenos empreendimentos

Tanha Silva
Colaboração: Neuzete Marques

Acontece neste sábado, 12, das 8 às 12 horas, no auditório do Sebrae, o encerramento do curso Formação de Consultores em Produção mais Limpa, promovido em uma parceria do Sebrae Amapá, Sebrae Nacional e Cebds (Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável).

O curso tem o propósito de ampliar e fortalecer o banco de consultores da Rede Nacional de Ecoeficiência, uma rede virtual existente em todos os estados brasileiros, com a missão de promover o desenvolvimento sustentável nos micro e pequenos empreendimentos.

Essa rede de ecoeficiência objetiva ainda reduzir os impactos no meio ambiente, formando consultores e disseminando ferramentas que possam ser aplicadas nas organizações e oriente, não somente a empresários, mas os diversos setores da economia, aumentando o conhecimento sobre o uso dos recursos naturais e os impactos decorrentes de sua escassez, o que é uma ameaça para o futuro.

“A metodologia Produção mais Limpa foi desenvolvida pelo Centro Nacional de Tecnologias Limpas (CNTL) com o intuito de reduzir e eliminar o desperdício na fonte, isto é, a cada etapa do processo produtivo há cálculos e medições que possibilitam o uso e quantidade adequada para elaborar um produto com nenhum ou quase zero de desperdício”, explica a gestora do Núcleo de Econegócios do Sebrae, Neuzete Marques.

No Amapá já existiam 14 consultores formados na metodologia desde 2003, compondo um núcleo de econegócios e credenciados no banco de consultores do Sebrae Amapá.

Esses consultores desenvolveram, em 2007, trabalhos nos setores madeira-móveis e oleiro-cerâmico.

“Agora, com a conclusão desse curso, mais 15 consultores estão se formando na metodologia. Foram quatro meses de estudos teóricos e práticas aplicadas dentro das empresas piloto”, diz a gestora.

Neste sábado, os consultores formados vão apresentar os resultados dos estudos de caso feitos nas empresas Amapá Telhas, Newfort Uniformes, Ceta Ecotel, Panificadora Boa Viagem, Supermercados Fortaleza - Loja Laguinho, Guará Apart Hotel, Hotel Glória, Sarney Lanches e Sorveteria Macapá.

A diretora do Cebds (Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável), Maria Carmem Wagner, estará no evento. O Cebdes é um conselho formado por empresas como Souza Cruz, Arcor, Votorantim, Aracruz Celulose, Petrobrás, Bayer, Alcoa, Odebrecht e outros.

Serviço Sebrae:

Assessoria de Comunicação:

(96) 3312-2832

(96) 8117-7841

Cebds (Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável)

Site: http://www.cebds.org.br/cebds/8jeitos.asp