Técnicos amapaenses e franceses discutem programa sócio-ambiental

Com recursos de 17 milhões de euros, programa é financiado pela UE e contempla o Amapá, Pará e Amazonas

Uma equipe do Conselho Regional da Guiana esteve em Macapá para o detalhamento das atividades do Programa Operacional Amazônia. O programa é financiado pela União Européia e contempla os Estados do Amapá, Amazonas e Pará (Brasil), Guiana Francesa e o Suriname.

Com recursos que ultrapassam 17 milhões de euros, o programa prevê o desenvolvimento territorial, a proteção e a valorização do patrimônio natural e cultural, o desenvolvimento das atividades e a coesão social no âmbito do programa.

A gestão do programa, no período de 2007 a 2013, é da Guiana Francesa em nome do conjunto de parceiros brasileiros, franceses e do Suriname. Durante a apresentação do programa, Jean-Erick Romagne, secretario técnico conjunto do Programa Operacional Amazônia, explicou que os beneficiários do programa podem ser sindicatos mistos, institutos públicos, federações sócio-profissionais e associações.

Os programas podem ser desenvolvidos em áreas como o meio ambiente e organização territorial, visando a melhor qualidade de vida local. Os programas devem reunir pelo menos dois dos seguintes critérios: desenvolvimento conjunto, implementação conjunta, dotação conjunta de efetivos e o financiamento conjunto.

Para Robério Nobre, diretor da Agência de Desenvolvimento do Amapá (Adap), a cooperação precisa avançar ainda mais para fortalecer a relação bilateral. “Esta é uma reunião de retomada dos trabalhos de maneira mais operacional”, avaliou.

A apresentação do programa é fruto de encontros anteriores desenvolvido no âmbito da cooperação já existente entre o Amapá e a Guiana Francesa. Patrick Naudin, diretor geral de serviços e Olívia Victor, diretora geral de serviços da Cooperação Regional também participaram da reunião.


Márcia Serrano
[email protected]