COMISSÃO BUSCA RECURSOS PARA REVITALIZAR SERRA DO NAVIO

Os trabalhos para revitalizar o município de Serra do Navio tem sido pauta de várias reuniões na Assembléia Legislativa. Na manhã de ontem (30), secretários de várias pastas do Executivo estadual estiveram reunidos com a prefeita do município Francimar Santos.

Por mais de três horas, foram discutida s formas de buscar recursos que serão aplicados principalmente nos setores de infra-estrutura como asfaltamento, água e energia elétrica. Na última semana o município passou três dias sem energia elétrica, o que provocou prejuízos gerais..

De acordo com levantamento preliminar serão necessários mais de R$ 11 milhões, para realizar os serviços de revitalização do município. Apenas no sistema de abastecimento de água, serão necessários cerca de R$ 4 milhões, verba que será alocada pelo governo federal através do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e de emendas parlamentares. Na analise do diretor-técnico da Companhia de Abastecimento de Água é Esgoto do Amapá (Caesa), João Batista, a infra-estrutura deixada pela empresa Icomi, está com o prazo de vida útil vencida, o que torna necessário um trabalho de restauração urgente.Em relação o sistema de energia elétrica a previsão para recuperação é de mais de R$ 3 milhões.

De acordo com o relatório apresentado pelos técnicos do IMAP, em toda a cidade é possível a verificação de várias ocupações, tanto autorizadas pela Prefeitura como de ocupações ilegais, as invasões. Os relatórios entregues pelas instituições serão analisados e verificada a possibilidade de executar as sugestões propostas pot eles.

O processo de tombamento da Vila de Serra do Navio, que está sendo analisado pelo Instituto de Patrimônio Histórico Nacional (IPHAN), tem como principal finalidade preservar a estrutura das casas no município. "Temos que tirar das cabeças das pessoas a idéia de que o processo de tombamento da Serra vai ser danoso. Pelo contrário, vai maravilhoso para quem mora no local. A Fundação, Governo e Prefeitura não tem intenção de despejar ninguém. Queremos apenas que as pessoas, ocupem as casas com responsabilidade e preservem o patrimônio”, disse um dos integ rantes da comissão..

Nomeado em setembro do ano passado para administrar a Comissão Especial de Recuperação e Reestruturação do Patrimônio Móvel e Imóvel existente no município de Serra do Navio, Edvaldo de Azevedo Souza, concorda quanto à fonte de renda do município. Para ele, tem que se trabalhar principalmente o turismo. “Ou passamos para a história como os que soergueram o município de Serra do Navio, ou que enterraram o município”. Uma nova reunião ficou confirmada para o dia 27 de fevereiro, onde será fechado todas as questões relacionadas a busca de verbas e inicio das obras.

Everlando Mathias