Feliz 2008 ou melhoras para 2007

O ano novo chegou e com ele deveriam ancorar várias novidades e perspectivas em torno das expectativas peculiares de cada setor social. Quando falo social, estou falando de gente mesmo, de sociedade. Assim, não preciso elencar os diversos ramos que fazem o cotidiano das pessoas. De carnaval não se precisa nem comentar. É a vez de Macapaba beijar a flor na Sapucaí. O réveillon já é puro samba. Até então, nada novo. A Rede Globo só espera a virada pra rodar o primeiro clipe do Globeleza, isso uma hora antes para as regiões Norte e Nordeste e parte do Centro-oeste, devido o horário de verão que deveria ser chamado horário oficial de Brasília, já que nosso imenso país não tem suas estações do ano bem definidas.

Numa retrospectiva que faço até onde a memória alcança 2007 foi o ano do Pan no Brasil e de muitas medalhas, aliás, o Rio de Janeiro continua mais lindo com o Cristo Redentor como maravilha do mundo moderno. Foi também ano da primeira visita de Sua Santidade, o Papa Bento XVI ao Brasil, oportunidade que canonizou Santo Antônio de Santanna Galvão, o primeiro santo genuinamente brasileiro. Dunga truncou, mas acertou. Vieram também mais títulos para o vôlei. A Fórmula 1 insossou de novo. Marta e Kaká foram os primeiros do mundo num futebol que já é unissex. ACM morreu, a CPMF até que em fim acabou, mataram Benazir Buttho já beirando 2008 e são várias as versões que se dão em torno da morte da ex premiére paquistanesa. O importante para seus algozes é que ela está morta. Ah... E o Brasil, hein! Sediará a Copa do Mundo de 2014 e num pleno capricho da engenharia o estádio da Fonte Nova desabou uma parte de suas arquibancadas e rendeu a sua demolição, descartando a pretensão da terra de Caetano de ser cidade-sede do maior espetáculo do futebol mundial.

O avião da TAM caiu em julho, matando 199 pessoas. Que catástrofe! Incendiou o caos aéreo. E a menor de 15 anos vítima de estupro em Belém. O senhor superintendente da Polícia Civil do Estado do Pará teve o descaramento de ir a Brasília e dizer aos deputados que não era legista nem nada para saber se a menina era virgem Quase foi linchado pelos parlamentares... Antes fosse mesmo. Discurso fascista. Óleo de peroba para esse cara de pau. E o Renan? Foi preciso aprontar de novo pra mostrar a cara? Já não bastava ter sido coadjuvante do reizinho Collor.

Fidel Castro está cansado. Ouvi dizer que na caixa de entrada de e-mails dele tem um que diz simplesmente assim: VEM! Não sei quem assina: Deus ou o diabo... Os colegas Chávez e Morales - homens de uma indumentária só - exercitam seu narcisismo secularizado e se camuflam de nacionalistas. Isso vai durar até o dia em que os americanos acharem que o petróleo é deles, como fizeram no Iraque simulando a existência daquelas armas químicas que nunca encontraram. Isso serve de alerta para nossa Amazônia que eles vivem de olho. Basta convencerem a Comunidade Internacional que a nossa Floresta não tem gerenciamento e vão se apossar daqui também.

E o Tropa de Elite? Tanta gente assistiu. Poucos cinéfilos entenderam. Até um professor meu de Direito não soube interpretar o filme... Mas deixa o BOPE e a polícia trabalharem.

Pois bem, - no dizer do povo do Nordeste - 2007 foi demais. E o que esperar de 2008 senão alguns consertos e acertos herdados de 2007. Mas, é ano de eleições nos municípios. Quanto ao orçamento, Lula já está dando seu jeito. Depois que Ariano Suassuna disse que nosso Presidente é o homem mais inteligente que conhece, - e o Jô Soares deve ter morrido de inveja, apesar de já estar curtindo seus longos três meses de férias da Globo - o alter ego do nosso Chefe do Executivo sobe mais do que os índices Dow Jones.

É tempo de seguir em frente, mas olhando o retrovisor central da vida. É muito mais cômodo desistir e se conformar com a derrota. Porém, há miseráveis que moram em palácios e ricos que moram em casebres, - no que parafraseio o bom Augusto Cury.

Aylan Pereira - Jornalista