Curumim
Menino na linguagem dos índios, expressão adotada pelos brancos em alguns lugares.

Jurupary
O demônio da floresta tem os olhos de fogo, e quem o vê, de frente, não volta para contar a história.

Yara
É a mãe d'água. Habita os rios, encanta com a suavidade da voz, e leva pessoas para o castelo onde mora, no fundo do rio.

Pitiú
Cheiro forte de peixe, boto, cobra, jacaré e
outros animais.

Ilharga
Perto ou em volta de alguma coisa

Jacaré Açu
Jacaré grande.

Jacaré Tinga
Jacaré pequeno

Panema
Pessoa sem sorte, azarada. Rio em peixe.

Sumano
Simplificação da expressão"ei seu mano",que é usada por quem passa pelo meio do rio para saudar quem se encontra nas margens

Caruana
Espíritos do bem que habitam as águas e protegem as plantas os homens e os animais.

Inhaca
Cheiro forte de maresia, de axilas de homem, de peixe ou de mulher

Tucuju
Nação indígena que habitava a margem esquerda do rio Amazonas, no local onde hoje está localizada a cidade de Macapá.

Montaria
Identifica tanto o cavalo como a canoa pequena, de remo.

Porrudo
Grande, enorme, muito forte ou muito gordo

Boiúna.
Cobra grande, capaz de engolir uma canoa.(Lenda)

Massaranduba
Madeira de lei, pessoa grosseira, mal educada.

Acapu
Madeira preta, gente grossa mal educada.

Bombons da Sol
Bombons de chocolate com recheio de frutas regionais.
Deliciosos,
Pedidos pelos telefones 223 4335 e 9964 7433


Tia Neném
Lanches, sucos naturais e comidas regonais e nacionais.
Tacacá especial.
Tradição de 30 anos.
Cônego Domingos Maltez próximo da Eliezer Levy



 

 

Quem está
na lista
dos inelegíveis?

A Receita Federal pode e provavelmente vai ampliar a ação contra políticos
com mandato, que apoiados ou protegidos pela imunidade parlamentar sonegaram impostos e fizeram declarações forjadas. Sobre o assunto, a edição de hoje do jornal Tribuna da Imprensa, do Rio de Janeiro, traz uma nota assinada pelo jornlista Lindolfo Machado, que diz o seguinte:
' O time dos inelegíveis
Há poucos dias foi publicado com destaque em todos os jornais que em vários estados do País os integrantes de Assembléias Legislativas, os deputados estaduais, estão declarando a menos ao Imposto de Renda e, como tal, vão ser cobrados pelas diferenças tungadas.

A questão é mais complexa do que parece, pois pela Lei Complementar 64, de maio de 90, aqueles que foram denunciados à Justiça, desde que tais denúncias sejam aceitas, antes de serem julgadas, são declarados inelegíveis. Por isso, os deputados da Alerj, por exemplo, que foram acusados de sonegação fiscal, tornam-se automaticamente inelegíveis.
Tenho certeza que o texto que agora publicamos vai provocar uma corrida à Secretaria de Receita Federal, uma vez que os sonegadores não querem ser tornados impedidos de se reeleger. Ainda há tempo para eles recorrerem sobre o que efetivamente devem e não declararam, tampouco pagaram".