Diocese de Macapá vive a Campanha da Fraternidade e Defesa da Vida

Começou na quarta-feira de Cinzas, em todo o Brasil, juntamente com a Quaresma - tempo de preparação à Páscoa -, a Campanha da Fraternidade de 2008, com o tema: "Fraternidade e Defesa da Vida"; e o lema: "escolhe, pois, a vida". Este tema assume importância sempre maior no Brasil e no mundo em vista das ameaças e agressões constantes à vida, o bem mais importante e precioso sobre a face da terra.

Segundo a CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), responsável pela campanha, que ocorre desde 1964, O lema deste ano - "escolhe, pois, a vida" (Dt 30,19b) - é tomado do livro do Deuteronômio. O povo hebreu, beneficiado pela ação libertadora e salvadora do Deus da vida, é colocado por Moisés diante da grave alternativa: escolher a vida e um futuro esperançoso para si e seus descendentes, permanecendo fiel aos mandamentos de Deus, ou escolher a morte, andando por caminhos de idolatria e servindo a "deuses" fabricados para a própria conveniência. Isso vale para a globalidade das decisões humanas: nossas escolhas têm conseqüências sobre a vida e o futuro. A escolha livre e responsável do respeito aos mandamentos de Deus e do seu desígnio de vida significa bênção, esperança, futuro. O desprezo ao desígnio do Deus da vida e seus mandamentos traz a desgraça, a morte.

Proteger, defender e promover a vida é tarefa primordial do Estado, sobretudo a vida indefesa e frágil, como a dos seres humanos ainda não-nascidos, das crianças, idosos, pobres, doentes ou pessoas com deficiência. É ação política por excelência, que não poderá orientar-se pela lógica do "salve-se quem puder", que só beneficiaria os mais fortes; ela requer o envolvimento solidário de todos os cidadãos. A defesa da vida e da dignidade dos outros seres humanos contra toda forma de agressão, prepotência ou aviltamento interessa a toda a família humana; é manifestação suprema de fraternidade.

A Diocese de Macapá celebra a abertura local da campanha em todas as paróquias e comunidades na quarta-feira de Cinzas e no Primeiro Domingo da Quaresma. Muitos grupos católicos já estão reunindo com o propósito de estudar o Texto-Base, principal documento da Campanha, utilizando o método Ver (conhecer a realidade), Julgar (a luz da Palavra de Deus) e Agir (ações de defesa e promoção da vida).l

Nos dias 26, 27 e 28 de fevereiro, será realizado o Encontro Diocesano sobre a Campanha da Fraternidade e Defesa da Vida, com a presença especial de Dom João Petrini, bispo auxiliar de Salvador, que falará sobre vários assuntos relacionados à vida, tais como: Análise da realidade atual; Bioética; A família santuário da vida; Ecologia humana; entre outros. Informações e inscrições nas paróquias e comunidades católicas.


(Oscar Filho - Pastoral da Comunicação)