Setor de confecções inicia processo de planejamento das ações para 2008

O encontro foi realizado no último sábado (15), no Macapá Hotel

Denyse Quintas

O setor de confecções realiza segundo encontro para iniciar o processo de construção das ações para 2008. O Projeto Confecções da Região Urbana está sendo desenvolvido pelo Sebrae e por uma ampla rede de parceiros que se reúnem para as capacitações em Tecnologia e Gestão, e Acesso a Novos Mercados. Tendo como foco a metodologia Geor (Gestão Estratégica Orientada para Resultados), os empresários definiram o que querem para o segmento e o tempo de realização.

O diretor superintendente do Sebrae, João Carlos Alvarenga, fazendo referência ao presidente em exercício do Conselho Deliberativo, Alfeu Dantas, e as diretoras Rosemary Fabião e Célia Brazão, lembrou que o Projeto de Confecções era uma aspiração da Instituição que, em parceria com as entidades governamentais e não governamentais, se unem para desenvolver a economia do estado aplicando corretamente a gestão de recursos.

“Esse projeto tem demanda extraordinária. Temos que trabalhar com foco para alcançar resultados. O Sebrae está sendo o capitalizador, aquele que junto ao empresário busca alternativa para a competitividade no mercado”, disse o diretor Alvarenga, informando que tanto no Amapá quanto no resto do país entram no mercado diversos produtos estrangeiros, e que o empresário brasileiro precisa ser ousado e aproveitar a oportunidade de negócio.

A proposta do Seminário de Planejamento das Ações do Projeto de Confecção da Região Urbana para 2008 foi a construção do plano de ação das capacitações e consultorias gerenciais e tecnológicas para atender os maiores gargalos do setor, levando em consideração as prioridades dos empresários, tendo como exemplo a capacitação de mão-de-obra especializada na área de design de moda para a aplicação de grafismos Maracá e Cunani, modelagem e padronização de confecção, inovação e tecnologia, e acesso a novos mercados.

Para o gestor do projeto Confecções da Região Urbana, André Aires, os resultados esperados estão associados à adesão das empresas e de parceiros ao projeto, e participação, comprometimento e envolvimento com as ações planejadas que serão desenvolvidas. “O próximo encontro, marcado para o dia 24 de março, às 14h30, no auditório do Sebrae, tem pauta definida abordando assuntos para a constituição da Associação dos Confeccionistas do Amapá”, informou.

Os trabalhos tiveram como moderadora a consultora do Sebrae, Márcia Guimarães, sob a coordenação do gestor do projeto André Aires. Estiveram presentes no evento o diretor superintendente do Sebrae, João Carlos Alvarenga, e a gerente da Unidade de Atendimento Coletivo Indústria e Agronegócio, Isana Ribeiro e a técnica Allyne Costa.

São parceiros do projeto Confecção da Região Urbana o Senac (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial), Faculdade Ceap (Curso de Design), Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial), Sesi (Serviço Social da Indústria), Seims (Secretaria de Estado de Inclusão e Mobilização Social), Sete (Secretaria de Estado do Trabalho e Empreendedorismo), Seicom (Secretaria de Estado da Indústria, Comércio e Mineração), Adap (Agência de Desenvolvimento do Amapá), Afap (Agência de Fomento do Amapá), Sest/Senat (Serviço Social do Transporte/ Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte) e Fundação Bradesco.

Serviço:

Sebrae no Amapá:

Assessoria de Comunicação: (96) 3312-2832


Denyse Quintas
Analista de Assessoria de Comunicação
e-mail: [email protected]
Tel. (96) 3312.2832/9113.9793