Projeto de divulgação quer conscientizar a sociedade sobre a importância da ciência florestal

Vânia Beatriz V. de Oliveira*

Um dos componentes do Programa Piloto para a Proteção das Florestas Tropicais (PPG7/Fase II) é a divulgação de informações e resultados de pesquisas realizadas no âmbito do referido programa. O objetivo é divulgar os conhecimentos produzidos, para distintos públicos, uma vez que, cresce a preocupação com a relevância social das pesquisas realizadas em todas as áreas do conhecimento e o retorno dos seus resultados para a sociedade.

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Embrapa, por meio de suas unidades do Amazonas e de Rondônia, participou no período de 1996 a 1999, da Fase I do Programa, com ações de pesquisa em rede sobre o plantio de espécies florestais de rápido crescimento. Na Fase II, iniciada em 2006 e ainda em execução, está sendo desenvolvida pesquisa sobre sistemas agroflorestais e alternativos para a recuperação de áreas degradadas na Amazônia.

Além de informações de interesse da comunidade científica e do público alvo de ações de difusão de tecnologias, referidas pesquisas apresentam resultados que, a partir do desenvolvimento de estratégias de comunicação, são passiveis de aumentar a consciência do cidadão comum sobre o papel e a importância da ciência no seu cotidiano.

A divulgação científica compreende a apresentação da informação científica, tecnológica e/ou de inovação, em uma linguagem não especializada, de modo a tornar seu conteúdo conhecido e acessível ao não especialista, ao leigo, ao público em geral. Levar ciência ao conhecimento do cidadão comum é um desafio que se apresenta aos cientistas e aos profissionais das áreas de comunicação e educação.

Se na educação o desafio é promover a “leitura do mundo”, apregoada por Paulo Freire, por meio da transformação necessária e crítica das práticas educativas; na comunicação, discute-se a formação de uma cultura científica, que seja generalizada para toda a sociedade, e experimentam-se novas estratégias para a comunicação pública da ciência, visando ampliar e melhorar a qualidade da divulgação científica no País.

O projeto “Estratégias de comunicação para a divulgação científica de resultados de pesquisa florestal desenvolvida pela Embrapa na Amazônia Ocidental” (Com.Ciência Florestal), em execução pela Embrapa Rondônia , compreende o desenvolvimento de ações de curto prazo (12 meses), nos campos da popularização da ciência, capacitação técnica, do jornalismo científico, da educação formal e não formal, e da pesquisa em comunicação.

A primeira etapa do projeto será encerrada, com a realização de uma jornada de divulgação científica, que inclui aula presencial final de um curso de capacitação à distância e de um seminário dirigido a estudantes universitários, visando promover a sensibilização para a divulgação científica. Estes eventos de capacitação visam aumentar a massa critica regional, para a análise e produção de textos e divulgação cientifica.

O projeto é financiado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq , e contribui para a consolidação de um sistema de divulgação científica de resultados de pesquisa florestal desenvolvida pela Embrapa na região amazônica, e em particular sobre a importância das referidas pesquisas para a minimização dos impactos ambientais sobre as florestas naturais. Além disso, contribui para o fortalecimento da cidadania, por proporcionar o acesso à informação em linguagem acessível.

 

* Comunicóloga, Mestre em Extensão Rural, pesquisadora da Embrapa Rondônia e coordenadora do projeto Com.Ciência florestal.