Aumento:
Capiberibe afirma nque os
melhores salários estão aqui.

O governador João Capiberibe reuniu a imprensa em uma coletiva para anunciar aumento salarial linear de 12,5 % para o funcionalismo público e outras medidas de benefícios aos servidores do Estado. Dentre as medidas adotadas está o projeto de lei encaminhado pelo Executivo à Assembléia Legislativa propondo a extinção do Ipesap (Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento em Administração Pública), com a transferência de todos os funcionários que foram concursados para os quadros do Estado.

Para justificar tal medida, o governador Capiberibe esclareceu que o Ipesap foi criado para suprir a dificuldade de dotar as localidades do interior de profissionais, principalmente nas áreas de saúde e educação. A partir de uma nova política salarial, os servidores do quadro permanente do Estado passaram a ganhar gratificação de interiorização entre outros benefícios, com os valores da remuneração dependendo da localidade de trabalho. Quanto mais afastado da capital Macapá, maior a gratificação. " A partir dessas melhorias, o Ipesap praticamente deixou de ter sua razão de existir. Daí o motivo do Executivo mandar para a Assembléia a proposta de extinção, com a transferência dos funcionários concursados para os quadros do Estado", disse o governador durante a coletiva.

Outra importante notícia para o servidor público foi o anúncio da fixação da data-base para a correção salarial dos servidores civis e militares do Estado. Conforme proposta enviada para apreciação da Assembléia Legislativa, a data-base de reajuste será avaliada tendo como referência as perdas salariais e correções necessárias no dia 1º de abril de cada ano.

Para os integrantes da carreira de delegado de polícia, foi concedido um reajuste de 12% equiparando o nível salarial dos coronéis da Polícia Militar. O governo estabeleceu também uma reposição linear de 12,5% incidente sobre os vencimentos, remunerações e subsídios dos servidores civis e militares, inclusive os cargos comissionados, a título de recomposição das perdas inflacionárias ocorridas a partir de junho de 1999. O reajuste passa a vigorar a partir de abril de 2002. "Isso faz com que o Amapá seja o Estado com um dos melhores salários do país, demonstrando que quando a gente administra com ética e clareza o dinheiro do contribuinte, é possível fazer uma distribuição correta dos recursos públicos", concluiu o governador.


Bombons da Sol
Bombons de chocolate com recheio de frutas regionais.
Deliciosos,
Pedidos pelos telefones 223 4335 e 9964 7433


Tia Neném
Lanches, sucos naturais e comidas regonais e nacionais.
Tacacá especial.
Tradição de 30 anos.
Cônego Domingos Maltez próximo da Eliezer Levy



 

Catinga de mulata
Catinga é cheiro ruim, mas "Catinga de mulata"é cheiro bom, tanto que virou nome de perfume nos idos dos anos cinquenta
Remanso
Ponto onde o rio se alarga, a terra forma uma reentrância e as águas ficam mais calmas
Bubuia

Aquelas minúsculas bolhas de espuma que se formam na corrente do rio. Viajar de bubuia é ser levado pelas águas. "De bubuia, título de canção popular.
Piracema

Época em que cardumes de peixes sobem os rios para a desova
Pedra do rio
Diz a lenda que que são as lágrimas de uma índia que chorava a perda do amado. É onde está a íagem de São José, na frente de Macapá.
Macapá
Vem de Macapaba, ou "estância das bacabas".
Bacaba
Fruto de uma palmeira, a bacabeira. O fruto produz um vinho grosso parecido com o o açai.
Curumim
Menino na linguagem dos índios, expressão adotada pelos brancos em alguns lugares.
Jurupary
O demônio da floresta tem os olhos de fogo, e quem o vê, de frente, não volta para contar a história.
Yara
É a mãe d'água. Habita os rios, encanta com a suavidade da voz, e leva pessoas para o castelo onde mora, no fundo do rio.
Pitiú
Cheiro forte de peixe, boto, cobra, jacaré e
outros animais.
Ilharga
Perto ou em volta de alguma coisa
Jacaré Açu
Jacaré grande.
Jacaré Tinga
Jacaré pequeno
Panema
Pessoa sem sorte, azarada. Rio em peixe.
Sumano
Simplificação da expressão"ei seu mano",que é usada por quem passa pelo meio do rio para saudar quem se encontra nas margens
Caruana
Espíritos do bem que habitam as águas e protegem as plantas os homens e os animais.
Inhaca
Cheiro forte de maresia, de axilas de homem, de peixe ou de mulher
Tucuju
Nação indígena que habitava a margem esquerda do rio Amazonas, no local onde hoje está localizada a cidade de Macapá.
Montaria
Identifica tanto o cavalo como a canoa pequena, de remo.
Porrudo
Grande, enorme, muito forte ou muito gordo
Boiúna.
Cobra grande, capaz de engolir uma canoa.(Lenda)
Massaranduba
Madeira de lei, pessoa grosseira, mal educada.
Acapu
Madeira preta, gente grossa mal educada.