São Jorge é festejado no Laguinho com marabaixo, ladainha e baile

São Jorge, conhecido como o Santo Guerreiro, é homenageado amanhã, 23, em vários lugares do mundo por fiéis católicos e praticantes de religião de matriz africana. Em Macapá, no bairro do Laguinho, a família Prazeres festeja há cinco anos o santo com uma programação que inicia às 06:00 e encerra na madrugada do outro dia. Matriarca da família Prazeres, dona Geralda, falecida, festejava o santo com orações todos os anos e passou a tradição religiosa para filhos e netos que hoje organizam o marabaixo da Tia Geralda que dança especialmente na homenagem.

A festa segue as tradicionais homenagens aos santos realizadas em todo o Estado, unindo marabaixo, fé católica, distribuição de caldos e gengibirra e festa profana, ou lúdica, como alguns preferem definir o baile. A programação inicia com alvorada de fogos, às 06:00 seguida do levantamento do mastro de São Jorge, às 7:00 e missa. Às 09:00 é servido o café da manhã.

Durante o todo o dia os festeiros, família, amigos e colaboradores organizam a programação noturna com a preparação de caldos, gengibirra e ornamentação. Às 20:00 é realizada a ladainha pelo seu João, do quilombo do Curiaú que faz a reza em latim. Os grupos de marabaixo convidados, Raimundo Ladislau, Pavão, Favela e de Campina Grande, sob comando de Mestre Jacundá, se apresentam a partir das 21:00 até meia-noite, quando começa o baile com som mecânico. A organização garante segurança e policiamento. A casa da família Prazeres fica na avenida são José esquina com Nações Unidas, no Laguinho.

Mariléia Maciel

Assessora de Comunicação

Mais informações: 8116-6687