Prezado jornalista boa tarde...apenas uma tristeza e uma melancolia..

Enquanto o meu querido e amado pai Nonato Leal recebe infinitas homenagens da Prefeitura da Vigia, homenagens do João de Jesus Paes Loureiro (BLM), homenagens gratas e verdadeiras do grande violonista Sebastião Tapajós, reportagens de renomados jornais do Para como O Liberal e Diário do Para pela sua imensuravél contribuição verdadeira e infinita a cultura do Estado do Amapá e também pela passagem dos seus 80 anos de idade.

Eu, Venilton Leal, violonista, pianista e produtor cultural amapaense sinto uma infinita dor na alma e no coração, em ver meu amado pai tão desprestigiado pelos organismos culturais deste Estado. Sequer meu pai foi convidado para tocar no Macapá Verão pela SEMEC-PMM, sequer meu ilustre e querido pai foi convidado para tocar na Feira Agropecuária no ano passado. Fica aqui para a reflexão de alguns "gestores " culturais para que tenham a consciencia que meu amado pai Nonato Leal esta VIVO produzindo cultura, e sendo respeitado mais lá fora do aqui neste Estado que ele adotou no coração no seu sentimento e na sua alma.

Venilton Leal- apenas um operário da musica e da noite. até um dia e saude pra voce respeitado jornalista..qualquer coisa ligue para matar a saudade...91315703...