Companhia de água e saneamento do Amapá não respeita consumidores

* Chico Terra

O desrespeito dispensado aos consumidores pela Companhia de água e saneamento do Amapá salta aos olhos e nenhuma medida é tomada por parte das autoridades competentes no sentido de pelo menos advertir a empresa sobre os absurdos que vêm ocorrendo na capital Macapá e nos municípios do Amapá.

Pela enésima vez este ano, a população de Macapá está amargando a falta de água nas torneiras e juntamente os transtornos decorrentes dessa falta. Simplesmente não se consegue contato com a empresa através do telefone disponibilizado 0800-960195 para atender os consumidores. Liga-se para o tal número e escuta-se uma mensagem: “Este telefone não está recebendo chamadas”.

Somente através da imprensa o amapaense recebe informações, isso quando o problema já está ocorrendo, sem que o consumidor tenha tempo para se precaver se abastecendo para suprir a falta do produto em casa. Desde o início desta quinta-feira (14) Macapá está sem água e a previsão de retorno do serviço, segundo informações da imprensa, se dará no final da tarde e o motivo, não avisado pela CAESA, é manutenção nas adutoras do centro que de tão antigas estão se rompendo uma a uma.

A empresa simplesmente não avisa a população que haverá corte no fornecimento dia seguinte, provavelmente por não haver programação de manutenção e os serviços só se realizam quando a tragédia já está instalada a exemplo das adutoras da caixa d’água do centro que se rompeu e somente após o fato a CAESA tomou providências para efetuar o conserto.

Os órgãos de defesa do consumidor não tomam nenhuma medida punitiva com relação a tais desmandos e a população, mesmo recebendo religiosamente suas contas ao final de cada mês são tratadas como se não existissem pela companhia e fica tudo por isso mesmo. Em alguns bairros de Macapá, a água simplesmente não cai nas torneiras mesmo quando o serviço está “funcionando”. No interior a situação de descaso é gritante e o PROCON e Ministério Público não tomam as medidas cabíveis aos caos instalado nesse setor.

* Repórter Fotográfico - http://chicoterra.blogspot.com