DEPARTAMENTO DE COMUNICAÇÃO SOCAL

O Partido da Social Democracia Brasileira- PSDB- AP, realizou na tarde de ontem 28, no Plenário da Assembléia Legislativa do Estado, o encontro dos Tucanos no Amapá. O tema escolhido foi: “PSDB, frente aos Novos Desafios e o Amapá que queremos”, o evento contou com a presença de Lideranças, Correligionários e simpatizantes do PSDB regional. A abertura foi feita pelo Presidente do PSDB no Amapá, deputado Jorge Amanajás, que agradeceu a presença de autoridades como: o Vice-Governador do Estado Pedro Paulo Dias, Secretário Geral do PSDB Antônio Feijão, Presidente do Diretório Municipal Michel JK, Presidente do PSDB Mulher do Amapá Valcinete Santana, Vereador Rilton Amanajás, Empresário Jaime Nunes,Vereador Roldão Brito e o Presidente do PTB Lucas Barreto.

Valcinete Santana, Presidente do PSDB Mulher do Amapá, destacou que, “esse encontro é de fundamental importância, a partir desse momento nós damos o ponta pé inicial para as diretrizes que vai ser o PSDB não só este, mas nas futuras eleições”.

Em seu discurso, o Presidente do PSDB no Amapá, Jorge Amanajás, relatou que nesse momento, o PSDB começa a levantar as suas grandes bandeiras para as eleições do ano que vem, tanto no âmbito no desenvolvimento do Estado como no Município. “Vamos levantar as questões ambientais, setor industrial, setor de transporte, as nossas visões para esta nova administração: leva discussões para os nossos partidos aliados como: o PTB, PV, PDT, PPS e vários outros partidos”.

O Partido da Social Democracia Brasileira, PSDB, foi fundado em 25 de junho de 1988. É, portanto, o mais jovem dos grandes partidos brasileiros. Mas é, também, o partido que mais cresce no Brasil. Mais que isso, não há na História brasileira registro de partido político que tenha crescido tão rapidamente, tanto em termos de organização como em resultados eleitorais.Dez anos depois de sua fundação, o PSDB já estava presente em todo o território nacional. Tem mais de um milhão de filiados e acumulou vitórias sucessivas em todas as eleições realizadas desde então. Nas duas últimas eleições - 1996 e 1998 -, a despeito do suposto desgaste de ser governo e implementar um programa de reformas que envolvia cortes de despesas e revisão de direitos insustentáveis, o Partido dobrou o número de prefeitos, triplicou o de vereadores, cresceu nas Assembléias Legislativas, elegeu 7 governadores, 16 senadores e 99 deputados federais, além de reeleger o presidente Fernando Henrique Cardoso [veja a biografia e foto oficiais no site da Presidência da República - http://www.planalto.gov.br/homepre/fhc já no primeiro turno, com 35,8 milhões de votos]. Foi o partido mais votado para os governos estaduais em 1998 (considerando-se os dois turnos), com 29,3 milhões de votos e elegeu o maior número de governadores.
25/06/07

_____________________
Fabíola Gomes- 3212.8311
Assessoria de Comunicação