Acadêmicos buscam informações sobre Lei Geral no Sebrae

Grupo de acadêmicos dos cursos de Administração, Contabilidade e Direito participam de palestra referente à Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas.

Denyse Quintas

Fotos: Denyse Quintas

Jonhy Sena

As palestras sobre a Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas foram realizadas nos auditórios da Faculdade de Macapá (Fama) e do Ceap (Centro de Ensino Superior do Amapá). O evento foi organizado pelos próprios estudantes e mobilizou 500 e 250 universitários, respectivamente. Entre eles estavam professores e coordenadores de cursos.

“Buscamos parceria com o Sebrae para estar na faculdade discutindo e esclarecendo dúvidas sobre a Lei Geral”, disse a acadêmica de Administração, do sétimo período, Jamile da Costa Pereira, informando que viu uma oportunidade dos técnicos do Sebrae disseminarem informações com os alunos, já que souberam da ação do Programa de Políticas Públicas nos municípios do estado.

Segundo o diretor superintendente do Sebrae no Amapá e palestrante, João Carlos Alvarenga, “a Lei Geral é a esperança de desenvolvimento e temos muita expectativa no tratamento diferenciado que será dado às micro e pequenas empresas, pois as pequenas empresas serão inseridas realmente na economia do país”, disse.

A política que está contida na Lei Geral fará a transformação que será promovida no país. “Apesar do grande universo das micro e pequenas empresas existentes, na medida em que elas vão precisando ter mais competitividade, vão perdendo espaço, pois para cada empresa legalizada no país existem dois informais. No Amapá são 98% de micro e pequenas empresas. A estimativa é de setenta mil negócios informais. Existem regiões metropolitanas no Brasil que são até vinte e duas empresas informais para cada formal”, declarou o gerente Nacional de Políticas Públicas, Bruno Quick.

As palestras aconteceram na última quinta-feira, 31.