Amapá celebra o Dia Mundial do Meio Ambiente com o lançamento de livro que mostra as suas riquezas naturais e as parcerias para a sua conservação

A data será marcada pelo lançamento da publicação “Corredor de Biodiversidade do Amapá” e pelo anúncio da liberação de cerca de R$ 300 mil para a Floresta Estadual do Amapá .

Macapá, Na próxima terça-feira (05), em Macapá, será lançado o livro “Corredor de Biodiversidade do Amapá”. O evento integra as comemorações do Dia Mundial do Meio Ambiente e deve apresentar à sociedade local os principais esforços dedicados à consolidação do Corredor de Biodiversidade do Estado, nos últimos cinco anos.

Durante o lançamento, a Conservação Internacional (CI-Brasil) também anunciará o compromisso de investir R$ 300 mil na elaboração do plano de manejo da Floresta Estadual do Amapá, uma das mais importantes unidades de conservação do corredor. A Floresta Estadual do Amapá foi criada em 2006 e possui 2,3 milhões de hectares - o que representa 16,5% da área do Amapá, o estado mais preservado do país.

Para Antonio Carlos Farias, Secretário de Meio Ambiente do Estado, o lançamento do livro ‘Corredor de Biodiversidade do Amapá’ representa “o coroamento de uma parceria vitoriosa entre o Governo do Amapá e a Conservação Internacional”, iniciada em 2003, ano em que a criação do Corredor foi anunciada pelo governador do Estado.

De acordo com o secretário, a primeira etapa do processo de implementação do Corredor do Amapá foi encerrada com êxito, já que, entre os principais resultados, 11 expedições científicas foram realizadas na área e resultaram na produção de um grande volume de informações, que supriram a carência de informações científicas sobre a biodiversidade do Estado. “Agora, iniciaremos uma outra etapa: a implementação da Floresta Estadual do Amapá, que, entre outros benefícios, deve garantir o ordenamento da exploração madeireira no Estado. E, assim, o Amapá continua a fazer o seu dever de casa. Nós continuamos a ser o Estado mais bem preservado do Brasil. Continuaremos a criar unidades de conservação, para garantir a proteção dos nossos recursos naturais. Ainda este ano, também devemos criar um parque estadual para proteger as áreas de cerrado existentes no Corredor”, completa.

Investimentos - Desde 2003, mais de um milhão de reais já foram investidos no Corredor do Amapá, pelo Fundo Global de Conservação (GCF), da Conservação Internacional - que financia a criação e a expansão de áreas protegidas, bem como as ações realizadas em longo prazo nestes locais, considerados de grande prioridade para a conservação da biodiversidade.

Além do investimento proveniente do GCF, a CI-Brasil apoiou a captação de recursos para o Corredor. Em fevereiro do ano passado, por exemplo, quase R$ 100 mil reais foram obtidos junto à Fundação Lee & Gund. Esta quantia resultou na realização de uma expedição científica no Parque Nacional Montanhas do Tumucumaque, que durou mais de duas semanas, e na elaboração do livro sobre o Corredor, publicado em duas línguas (português e inglês), para que a importância biológica da Amazônia e do Estado do Amapá seja reconhecida ao redor do mundo.

O lançamento do Corredor de Biodiversidade, em 2003, também gerou outros investimentos para a conservação da biodiversidade do Amapá. Estima-se que um total de 12 milhões de reais foram destinados ao Estado, nos últimos cinco anos. Entre os responsáveis por estes investimentos, estão o Governo do Amapá, por meio das Secretarias Estaduais de Desenvolvimento Econômico (SEDE) e de Meio Ambiente (SEMA), o Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Amapá (IEPA) e o pelo Governo Federal, representado pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) e o Programa Áreas Protegidas da Amazônia (ARPA).

“A criação do Corredor de Biodiversidade do Amapá, em 2003, mostrou-se um grande sucesso. Nunca, em toda a história do Amapá, tantos investimentos foram feitos para a proteção dos recursos biológicos locais. O nosso próximo desafio é criar um fundo estadual de conservação, para garantir a perpetuidade de todas as ações de proteção, pesquisa e capacitação técnica, iniciadas no decorrer destes anos”, afirma José Maria Cardoso da Silva, vice-presidente de ciência da Conservação Internacional.

Resultados - Entre as principais ações realizadas no Corredor do Amapá, com o apoio da CI-Brasil, estão:

- A inauguração de um sistema de radiocomunicação, que interliga as unidades de conservação estaduais à Secretaria de Meio Ambiente, facilitando as ações de monitoramento e fiscalização na área;

- A construção da sede do Parque Nacional Montanhas do Tumucumaque em Serra do Navio, a fim de facilitar o processo de gestão do maior parque de florestas tropicais do mundo;

- A ampliação da capacidade de gerenciamento e armazenamento das informações sobre o Corredor pelo IEPA, por meio da aquisição de um novo servidor de rede;

- A criação do Programa de Pós-Graduação em Biodiversidade Tropical, que visa qualificar profissionais para o manejo da biodiversidade e a gestão territorial da área, entre outros objetivos;

- A realização de 11 expedições científicas na Floresta Nacional do Amapá, Parque Nacional Montanhas do Tumucumaque e Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Iratapuru, gerando a informação científica necessária para a elaboração dos planos de manejo destas áreas.

Livro - O "Corredor de Biodiversidade do Amapá" contém 53 páginas, que ressaltam a rica biodiversidade da Amazônia e, mais especificamente, do Estado do Amapá. Bastante ilustrada, esta publicação apresenta várias imagens de cenários e espécies, encontrados na área em que se localiza o Corredor do Amapá.

O livro será lançado pela parceria entre o Governo do Amapá, através da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (SEMA), o Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) e o Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Estado do Amapá (IEPA), Conservação Internacional (CI-Brasil) e a Lee & Gund Foundation.

Os interessados podem obter a cópia eletrônica (formato pdf) de o "Corredor de Biodiversidade do Amapá" pelo endereço www.conservacao.org/publicacoes.

Serviço: O evento de lançamento do livro sobre o Corredor do Amapá acontecerá, às 9h, no auditório da Universidade Estadual do Amapá (Av. Presidente Vargas, 650. Centro).

Fontes:

Antonio Farias, Secretário Estadual de Meio Ambiente: (96) 9972-1234/ (96) 3212-5301.

José Maria Cardoso da Silva, vice-presidente de Ciência (CI-Brasil): (31) 9296-8570 - [email protected]

Enrico Bernard, gerente de projetos do Programa Amazônia (CI-Brasil): (91) 9628-9108 - [email protected]