Trabalhadores da Embrapa paralisam atividades nesta quarta-feira, 6

O Sinpaf (Sindicato Nacional dos Trabalhadores de Pesquisa e Desenvolvimento Agropecuário) comunica que os trabalhadores da Embrapa paralisam suas atividades nesta quarta-feira, 6, em todo o Brasil. A paralisação será realizada porque não houve avanços na negociação da campanha salarial. Após oito reuniões, a empresa propôs reajuste salarial de 3%, insuficiente para atender às necessidades dos trabalhadores.

A Embrapa atua em todo o Brasil por meio de 39 Centros de Pesquisa, 3 unidades de Serviços e 11 Unidades Centrais. Um dos Centros de Pesquisa é a Embrapa Amapá, que conta com 74 empregados, entre pesquisadores, analistas e assistentes, que atuam na sede, em Macapá, e nos três Campos Experimentais (Fazendinha, Cerrado e Mazagão). Para chegar a ser uma das maiores instituições de pesquisa do mundo, a Embrapa possui no total 8.619 empregados, dos quais 2.221 são pesquisadores, 45% com mestrado e 53% com doutorado. A Embrapa é vinculada ao Ministério da Agricultura e Pecuária.

Em 34 anos de existência, a Embrapa vem desenvolvendo pesquisas para organizar tecnologias e sistemas de produção para aumentar a eficiência da agricultura familiar e incorporar pequenos produtores no agronegócio, garantindo melhoria na sua renda e bem-estar.

Por todos os resultados positivos que alcança, os trabalhadores da Embrapa reivindicam do governo:

Reajuste salarial - aplicação da política enunciada pelo governo no PAC (Programa de Aceleração do Crescimento): reposição integral da inflação acrescida de 50% do PIB projetado, inclusive nas demais cláusulas econômicas.

Reconhecimento de escolaridade - ampliar o adicional de titularidade que já existe para os Doutores, Mestres e Especialistas, aos técnicos de nível médio, com equiparação aos benefícios praticados em outros órgãos que trabalham com ciência e tecnologia.

Ampliação do quadro de trabalhadores da Embrapa - as novas demandas impostas pelo setor agropecuário brasileiro geram a necessidade de mais trabalhadores na Embrapa.

Recursos para a pesquisa agropecuária - ampliação dos recursos destinados à pesquisa agropecuária para apoiar o desenvolvimento de tecnologias voltadas para o setor.

Participação nos lucros ou resultados (PLR) - implementar a participação dos trabalhadores nos resultados na Embrapa.

Isonomia de benefícios - equiparação de benefícios sociais, eliminando discriminações estabelecidas pela Resolução 9 do DEST/Ministério do Planejamento.