Espetáculos teatrais no Sesc AP

Dias 08 e 10 de junho, a premiada Cia Amok de Teatro, do Rio de Janeiro, estará em Macapá para apresentar dois espetáculos teatrais - referência da arte cênica na atualidade -, Savina e Macbeth.

O grupo, composto por 12 atores, estará no dia 07 em Macapá para ministrar a oficina Máscara Balinesa, para um público interno, no teatro Porão - Sesc Araxá. As apresentações das peças acontecem no Salão de eventos do Sesc Araxá, conforme dias acima citados, às 20h. Os ingressos custam R$5,00 para comerciário e estudante e R$10 para usuário e serão vendidos na hora.

As apresentações são recomendadas para maiores de 12 anos.

"Savina" - conta a história de dois amigos - Klebari e Vasilia - de uma tribo de ciganos, que firmam o compromisso de casarem seus filhos no futuro. Porém, o destino os afasta: Klebari, pai de Ika, torna-se um pobre bêbado enquanto que para Vasilia, pai de Savina, a vida lhe reserva fortuna.

Quando os jovens prometidos já estão apaixonados e em idade de se casar, Vasila recusa-se a cumprir o acordo firmado no passado, desencadeando uma seqüência de tragédias.

Com um aguçado senso de observação, o texto nos revela os principais aspectos e características da vida do povo Rrom (homem livre): o casamento, a morte, a justiça, a magia, as lutas e as festas.

"Macbeth" tem um duplo desafio: adaptar para a cena um texto de grande densidade poética e encenar uma tragédia onde a intervenção de fantasmas e espíritos - manifestações do mundo sobrenatural que exercem influencia sobre os homens - domina toda a ação. Macbeth é o noturno do homem, prisioneiro de seus desejos, levado ao crime, ao desespero e à consciência de sua queda. É uma adaptação da tragédia de Shakespeare. A Cia procura criar uma realidade teatral, indo ao encontro de uma Escócia de teatro, elaborada a partir da confluência de várias culturas. Evoca um universo diferente daquele que em vivemos, mas no qual podemos nos reconhecer.

Concentrando toda a atenção sobre os personagens, preservam as linhas essenciais da peça original. A música, tocada com instrumentos vindos das mais diversas partes do mundo, acompanha toda a tragédia.

Juliana Coutinho