STJ e STF estão em xeque

Duas das principais cortes da justiça brasileira estão em xeque, especialmente o Supremo Tribunal Federal que é quem manda e desmanda nesse país. A desmoralização pública do STF foi protagonizada pelo próprio presidente da suprema-corte, o ministro Gilmar Mendes, por ocasião da Operação Satiagraha, desencadeada recentemente pela Polícia Federal. Logo em seguida à prisão do banqueiro/criminoso Daniel Dantas e de vários associados seus, veio à tona uma declaração anterior do banqueiro. Hugo Sérgio Chicaroni, contratado por Dantas para se aproximar dos delegados que investigam o banco Opportunity, disse ao delegado da PF a quem ele tentava subornar com mais de 1 milhão de dólares que: “a preocupação de Dantas seria só com o processo na primeira instância, uma vez que no Superior Tribunal de Justiça (STJ) e no Supremo Tribunal Federal (STF) ele resolveria tudo com facilidade”.

A declaração gravada legalmente pela Polícia Federal é gravíssima e séria. Como isso não bastasse, poucas horas depois da prisão preventiva dos criminosos, o ministro Gilmar Mendes - que, pela própria declaração de Dantas sobre o STF, deveria ser mais cauteloso - vem a público criticar a “espetacularização” das prisões pela PF. Dois dias depois, o mesmo ministro concede habeas-corpus para o banqueiro e mais dez envolvidos nos crimes de formação de quadrilha, sonegação fiscal e etc... Isso não é muito suspeito? Dá para acreditar na justiça brasileira? Estou acabando de acreditar no velho ditado que nesse país justiça só é para preto, puta e pobre.

Volney Oliveira - jornalista