Quem vaiou Lula?
por Eduardo Guimarães
Cidadania.com


Vocês que estão aí no Brasil souberam antes de mim, que estou fora do país, que Lula foi insistentemente vaiado no Rio, num Maracanã lotado, durante a cerimônia de abertura dos jogos Pan-Americanos por milhares de pessoas. Segundo a Folha de São Paulo, ele foi vaiado seis vezes.

As notícias que obtive na edição da Folha na internet não explicam por que um presidente que todas as recentes pesquisas de opinião (Ibope, CNT-Sensus, Datafolha etc.) dão como extremamente popular em todas as camadas sociais foi agredido dessa forma por toda aquela gente, mas dão pistas.

Tenho dois fatos "interessantes" a comentar:

1ª - Enquanto Lula foi massacrado pelo público presente ao Maracanã, quando o prefeito do Rio, César Maia, do PFL, foi mencionado nos microfones do estádio, recebeu "aplausos efusivos".

2ª - O público que compareceu ao Maracanã no primeiro dia de venda oficial de ingressos para a abertura do Pan, não encontrou o que buscava. Os ingressos estavam praticamente "esgotados" antes mesmo da abertura das bilheterias.


Alguns fatos:

1ª - A popularidade de Lula no Rio, segundo as pesquisas, é bem alta. Ele não é odiado assim por lá a ponto de ser apupado com tanta virulência.

2ª - A prefeitura do Rio, sob as ordens do prefeito Cesar Maia, controla a distribuição e a venda de ingressos para o Pan.

Alguma explicação é necessária para o que aconteceu no Maracanã. Nem Lula é tão impopular nem Cesar Maia é tão popular. Alguma ilegalidade muito grave aconteceu na distribuição dos ingressos. Aliás, não me parece nem um pouquinho exagerado especular que o prefeito do Rio pode ter montado uma monumental armadilha para Lula.

O caso das vaias no Maracanã ainda vai dar muito pano para manga. Podem esperar.

 

Indícios sobre as vaias


Aos poucos, vai ficando mais claro o por que das vaias a Lula na abertura dos Jogos Pan-Americanos. Tenho a esperança de que algum órgão de imprensa independente vá fundo nesse assunto, porque os indícios de que o prefeito do Rio, Cesar Maia (PFL), usou dinheiro público para tentar desmoralizar Lula, são gritantes.

Há testemunhas que relatam indícios que precisam ser investigados. Não se espera que a mídia tucana (Folha, Globo, Estadão, Veja etc) se interesse pelo uso político de dinheiro de todos os brasileiros por adversários de Lula. Corrupção, para a mídia, só se a suspeita pesar sobre o presidente da República, seu partido e seus aliados.

Vamos aos indícios:

1º - A mídia está divulgando que os preços dos ingressos para a cerimônia de abertura do Pan ficaram entre R$ 20 e R$ 250. O objetivo é claro: pretende-se insinuar que os que vaiaram Lula são de todas as classes sociais. Não é bem assim. Segundo o portal Globo.com, os preços das entradas da Abertura do Pan foram de R$ 20, R$ 100, R$ 150 e R$ 250. Contudo, já no dia de abertura da venda de ingressos nas bilheterias do Maracanã, os de R$ 20 já estavam esgotados. Só havia os mais caros. Não se sabe, ainda, onde foram parar os ingressos "populares". Mas há indícios, como vocês verão no 2º item.

2º - Estão me chegando incontáveis relatos de que o prefeito Cesar Maia (PFL) promoveu ampla distribuição dos convites mais baratos para funcionários da prefeitura do Rio, sobre os quais ele detém poder de coação. Uma boa investigação descobrirá facilmente se o povão carioca não pôde assistir a cerimônia de abertura do Pan porque os ingressos de preços populares, que custam dinheiro público, foram entregues à claque de Maia.

3º - Estou recebendo vários relatos de que no dia da cerimônia de abertura do Pan, uma expressiva quantidade de ônibus lotados de funcionários da prefeitura do Rio saíram dessa mesma prefeitura rumo ao Maracanã. Com que ingressos os servidores públicos foram ao estádio se tais ingressos estavam "esgotados"? E por que saíram DA PREFEITURA?

4º - Há, no You Tube, um vídeo que mostra que as vaias a Lula foram "ensaiadas" um dia antes da cerimônia de abertura do Pan. Luiz Carlos Azenha divulgou em seu site o link para o vídeo :

http://republicavermelha.blogspot.com/2007/07/blog-post.html

A hipótese de as vaias a Lula terem sido orquestradas, é gravíssima. Polícia Federal e Ministério Público têm obrigação de investigar. O dinheiro dos ingressos supostamente doados a funcionários da prefeitura do Rio, o custo dos ônibus que saíram da prefeitura do Rio com funcionários designados para puxar vaias contra Lula, se tudo isso se confirmar, terá havido crime. Será uso de dinheiro público para fins políticos de grupos privados.

O silêncio da mídia sobre o assunto constitui excelente indício de que essa bomba é poderosa e pode estourar. O feitiço poderá virar contra o feiticeiro. Se acontecer, será lindo

Teoria da Orquestração

Se você digitar as palavras vaias, Lula e Pan no Google, só vai dar o portal G1, da Globo. Lendo uma das muitas matérias que o império midiático da família Marinho está difundindo sobre o assunto, encontrei até minimização das vaias. E o mais importante: sabem por quem? Vocês não vão adivinhar nunca... Por ninguém mais, ninguém menos do que... Cesar Maia!

O portal G1 deu uma outra matéria surpreendente que relata o recorde de acessos num fórum desse portal na qual se percebe uma consistente maioria de opiniões contrárias à humilhação imposta ao presidente da República. Aparecem até opiniões de gente que obviamente não gosta de Lula, mas que considerou um papelão o que fez aquela massa descerebrada que promoveu palhaçada tão grande diante do mundo.

Em minha opinião, essa "generosidade" toda da Globo e de Cesar Maia é reveladora. Quem orquestrou tudo aquilo parece preocupado com o esclarecimento do caso e parece pretender enterrá-lo rapidinho.

Não é para menos. Lula estava ali representando o Estado brasileiro. O presidente da República teve a palavra cassada pela manifestação arruaceira de um tipo de público que gosta de arrotar "superioridade" e maior "educação" do que a daqueles que diz "populacho". Gente que não permite que o chefe da nação, eleito pela maioria esmagadora dos brasileiros, exerça seu direito a se manifestar, dessa gente não se pode esperar mais nada além de que crie filhos que agridem mulheres no meio da rua. Em bando.

De minha parte, apesar das evidentes tentativas de contemporização dos mais prováveis orquestradores das vaias a Lula, só espero que as autoridades não deixem esse caso "para lá".. É preciso ir até o fim nessa história e desmascarar quem fez o Brasil passar um vexame daquele perante o mundo e que, o que é pior, usou dinheiro público para colher lucros políticos.