Músicas de artistas do Amapá estão
em projeto de educação
ambiental da Embrapa Rondônia


A música "Pela cauda de um cometa" foi uma das escolhidas por estudantes da Escola Marcelo Cândia, em Porto Velho (Rondônia), para elaboração de um videoclipe que será utilizado em atividades de divulgação científica e educação ambiental, para alunos de nível fundamental e médio. O verso "Eu quero que você coopere com a vida do Planeta..." é o apelo contido na canção de autoria de Nivito Guedes e Fernando Canto, interpretada por Juliele Marques, artistas residentes em Macapá (Amapá).

Também do Amapá, foi escolhida a música "Pérola Azulada" (Zé Miguel e João Gomes). A seleção destas e de mais três canções de artistas da região amazônica ocorreu durante a oficina de produção de videoclipes educativos, promovida pela Embrapa Rondônia, unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), como parte das atividades do projeto Com.Ciência Florestal, em execução desde setembro de 2007, com financiamento do CNPq/PPG7.

De acordo com a pesquisadora Vânia Beatriz Vasconcelos de Oliveira , o objetivo do projeto é promover a divulgação científica, em linguagem acessível ao público leigo, dos resultados de pesquisas florestais desenvolvidas na região amazônica. "O envolvimento de alunos do ensino médio na elaboração e produção coletiva de recursos didáticos audiovisuais é uma das estratégias para que os videoclipes sejam produzidos numa linguagem adequada ao público a que se destinam", disse a pesquisadora.

Na oficina, os alunos fizeram a audição e discutiram a mensagem de conscientização ambiental percebidas nas letras de nove músicas de artistas dos estados do Amazonas, Amapá e Rondônia. As demais músicas selecionadas são "Não deixe secar o coração", do grupo Nossas Raízes (Rondônia) e duas toadas dos Bois Caprichoso e Garantido (Amazonas). Os videoclipes serão inseridos em um DVD e distribuídos para bibliotecas de escolas, para utilização em atividades educativas que contribuam para a sensibilização quanto às questões ambientais e importância da pesquisa florestal. (Embrapa Rondônia).