Arte e cidadania marcam a entrega das publicações da Embrapa



Do talento e da técnica das adolescentes do grupo Zimba, uma das mais autênticas manifestações artístico-culturais afro do Amapá de apoio a projetos de cidadania para jovens, nasceu um espetáculo musical de incentivo à leitura, apresentado na manhã desta terça-feira, 1º de julho, na Embrapa Amapá, durante a entrega das Minibibliotecas às escolas famílias e instituições de ensino vinculadas ao Conselho de Segurança Alimentar e Desenvolvimento Sustentável do Amapá (Consad).

Por meio da música, da dança e do som contagiante da caixa, as jovens Jéssica, Yahoanna e Sheizi - dirigidas por Suane Brazão -, promoveram um tributo sonoro ao conhecimento e ao exercício da cidadania como fatores para preservação do meio ambiente. A encenação da leitura da letra de "Xote Ecológico" (Luiz Gonzaga/Agnaldo Batista), incluída em um dos livros da Minibiblioteca, reflete o quanto é importante o conteúdo que faça parte do cotidiano das populações beneficiadas com este projeto da Embrapa.

A interatividade com a platéia ao entoar os versos "Não posso respirar, não posso mais nadar. A terra tá morrendo, não dá mais pra plantar. Se planta não nasce, se nasce não dá. Até pinga da boa é difícil de encontrar. Cadê a flor que estava ali? Poluição comeu. E o peixe que é do mar? Poluição comeu. E o verde onde que está? Poluição comeu, nem o Chico Mendes sobreviveu" (Xote Ecológico), foi um dos momentos marcantes da cerimônia, que contou com a presença de estudantes, professores, do presidente do Consad, Francisco Rêgo, do delegado federal do Ministério do Desenvolvimento Agrário, Dalberto de Oliveira, entre outros convidados da Embrapa. A participação do grupo Zimba foi viabilizada pela Secretaria stadual de Inclusão e Mobilização Social, representada no Consad por Hermínio Morales.

Nos discursos do delegado do MDA e do presidente do Consad, foram enfatizados a importância de projetos como o das Minibibliotecas da Embrapa, voltados para a transferência de tecnologias às populações rurais, e a consolidação de parcerias institucionais para avançar nesta perspectiva. O chefe-geral da Embrapa Amapá, Silas Mochiutti, ressaltou a inclusão de tecnologias desenvolvidas por este centro de pesquisa no kit das Minibibliotecas destinadas às escolas rurais da Região Norte, que contam com vários programas Prosa Rural co-produzido com a participação de pesquisadores da Embrapa Amapá, e a publicação "Farinha de mandioca seca e mista", da série Agroindústria Familiar, da pesquisadora Valéria Bezerra.

A gerente adjunta de Administração da Embrapa Informação Tecnológica, Marlene França, que esteve em Macapá especialmente para participar do evento, falou do convênio com o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), que possibilitou a impressão de 220.500 exemplares de produtos de informação, entre publicações impressas - exclusivamente em papel reciclado -, programas de áudio gravados em CDs e vídeos. Além disto, um exemplar da publicação 'Viagem das Sementes', em braille, produzida pela Embrapa Informação Tecnológica, inserida em cada uma das Minibibliotecas.

Na ocasião, o supervisor da Área de Comunicação e Negócios da Embrapa Amapá, Walter Paixão, fez a entrega simbólica das minibibliotecas à Escolas Família Agrícola do Pacuí (município de Macapá) e à Escola Municipal Nossa Senhora do Rosário (município de Ferreira Gomes), que representaram as demais escolas presentes na solenidade.

Entre os conteúdos abordados no acervo das Minibiblitoecas, estão temas como preservação e educação ambiental, cidadania, cooperativismo, cultivo de hortas e quintais. Foi elaborado um kit específico para cada região do Brasil, conforme suas características econômicas e culturais. Todos os títulos contêm informações úteis ao desenvolvimento da agricultura e da pecuária no País.

HISTÓRIA - O projeto Minibibliotecas da Embrapa foi criado em 2003, no âmbito das ações do Fome Zero. Inicialmente, foram implantadas minibibliotecas em escolas públicas de municípios de baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), no Semi-Árido brasileiro. Em 2006, por meio de convênios com o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e a Fundação Banco do Brasil (FBB), o Projeto chegou às regiões Sudeste, Centro-Oeste e Sul.

Em 2008, a Embrapa firmou um novo convênio com o Ministério do esenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) para expandir as minibibliotecas para mais 700 municípios integrantes dos Consórcios de Segurança Alimentar e Desenvolvimento - CONSAD´s e da rede de Centros Familiares de Formação por Alternância, que envolvem as Escolas Família Agrícola e Casas Famílias Rurais ou Escolas Comunitárias Rurais.


Assessoria de Comunicação
Dulcivânia Freitas (DRT/PB-1.063)
[email protected]
[email protected]
96-4009-9511 - / 9902-9959
Fax: 0xx96-4009-9501
MSN: [email protected]