Pacientes com HIV podem recuperar imunidade em 3 anos, diz estudo

Pesquisa da Eurosida contou com participação de 1.835 pacientes.
Tratamento elevaria células imunológicas a níveis semelhantes aos de pessoas sadias.

Do G1, com informações da EFE

Os pacientes com HIV submetidos a tratamentos anti-retrovirais de longa duração podem conseguir em três anos recuperar os níveis de imunidade que tinham antes do contágio, segundo um dos estudos do Eurosida, projeto de pesquisa sobre o HIV financiado pela União Européia.

O estudo, conduzido pelo Royal Free Centre de Londres e pela University College London, contou com a colaboração de 1.835 pacientes desde seu início, em 1994.

Saiba mais
Como o HIV causa uma perda aguda de células imunológicas, o estudo analisou um grupo de pacientes submetidos a tratamentos anti-retrovirais de longa duração, com uma dose reduzida até 50 milímetros durante o tratamento. Os resultados mostraram que este grupo em particular teve um aumento das células imunológicas até níveis semelhantes aos de pessoas não infectadas com o vírus.

A maior alta no número de células aconteceu no primeiro ano de tratamento, com uma média de 100 células a mais por microlitro de sangue. O aumento se manteve após o término do tratamento. Assim, o prazo para chegar aos níveis de imunidade de pessoas sadias foi de três anos no caso de pacientes que iniciaram o tratamento com cerca de 350 células por microlitro.

Os únicos pacientes que não aumentaram seu nível de células durante o estudo foram aqueles que já contavam com 500 células por microlitro no início do tratamento e que tinham se submetido a um tratamento com anti-retrovirais durante mais de cinco anos.