Diagro inicia cadastro de profissionais da cadeia produtiva da carne

Medida faz parte do controle da sanidade animal, visando garantir a procedência da carne que vai para a mesa do consumidor

A Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária do Amapá (Diagro) iniciará, a partir do dia primeiro de agosto, o cadastramento de profissionais e empresas que atuam na cadeia produtiva da carne e de seus subprodutos no Estado. A medida faz parte do controle da sanidade animal, visando garantir a procedência da carne que vai para a mesa do consumidor.

O credenciamento é direcionado para todos os profissionais que trabalham na produção e comercialização de carne no Estado, como donos de açougues, marchantes, matadouros e ainda donos de caminhões boiadeiros, caminhão baú, lanchas e barcos que transportam gado. A partir do cadastro a Diagro vai poder intensificar a fiscalização.

O profissional ou empresa que não fizer o seu cadastramento junto à Diagro serão impedidos de comercializar. Quanto aos estabelecimentos que vendem ao consumidor final, a fiscalização ficará a cargo da vigilância sanitária.

De acordo com o responsável pelo cadastramento Álvaro Renato da Silva, após o cadastramento, a Diagro em parceria com o Conselho de Medicina Veterinário do Estado do Amapá, realizará um treinamento de boas práticas de fabricação (BPT) para quem atua na cadeia produtiva da carne, após a conclusão do treinamento os mesmo irão receber um certificado de qualidade e terão acompanhamento da Agência.

Renato informou também que serão realizadas palestras educativas sobre higiene e inspeção de alimentos de produto animal, nas escolas, faculdades e universidades, para orientar a população, sobre o que deve ser observado quando forem comprar carnes.

Iracilda Tavares