MÃE - ESCOLA

Lá vem a criança
que não tinha
nenhuma esperança
de um dia estudar
pois morava numa colônia
em nada rica
Foi se informando
e assim cresceu
ouvindo bem se falar
da Escola Família Agrícola
Pessoas ajudaram
pôr lá o corpo dela
onde encontrou amigos
e amizade sincera
Começou a se moldar
do jeito que ela era
com hora marcada
e, sob os tetos, o céu.
a sombra, o sol, a chuva.
e muito estudo
mas nada importa
quando se busca tudo
Lá sai a ex-criança
deixando já saudosa
Sua Mãe - Escola
armada de saber, de coragem.
- toda paramentada!
Vai para o campo
da vida, antes pobre.
mas nada aflita
e sim bem preparada
vai no bate-bate
de um coração que palpita
fazer da velha colônia
uma terra bendita

Robelino Pessoa


TERRA DE PÁSSAROS


Lugar de oportunidade
Lugar de muita beleza
Lugar muito cobiçado
Lugar da Natureza.

Eis o Amapá, bem Brasil!
De um povo bastante hospitaleiro.
É terra do batuque do marabaixo
Onde qualquer um é mais brasileiro.
Lugar que põe, em si, o sol no disparo
O equinócio na sua posição
Só poderia ser tão raro
Como o fenômeno da precisão.

Terra de sonhadores
Terra para sonhar
Terra de asas de pássaros
Terra que dá pra voar.


Robelino Pessoa

AUSÊNCIA

Na tua ausência
Perco-me
Em lembranças
Fico nas nuvens

Só por tua causa
Em teus beijos
Penso sem pausa
Morro em desejos

E só pela causa tua
Fico voando
Acordado sonhando
Em ti toda nua

Pensando em você
Vou longe sem prever
Sou a luz de um sonho
Simples mais que proponho
Sem precisar perceber
Que te admiro
Sou teu fã
E que me atiro
Na missão
De te fazer feliz...


Robelino Pessoa


PRESENÇA TUA


A tua presença me povoou
E eu insaciado bato asas para teu rumo
Nos meus delirados desejos de amor
Vou a ti em pensamentos e de mim até sumo.

A tua presença está no olhar que me deste
E fostes para a saudade que se suicidará
No teu encontro num presente como num teste
Para eu ainda mais incansavelmente me encantar.

A tua presença me seduz ao teu jeito delicado
De tocar com os olhos, fazer nascer o amor
Quando na tua presença fico ousado
Para provar teu delicioso e desejado sabor.

Quando eu me sentir na tua presença
Tenho a liberdade para falar de amor
Ver-me na gloriosa e boa sentença
De sentir sempre o teu calor.


Robelino Pessoa