Janete vai destinar meio milhão para novo “guardião” do MPE/AP

A socialista encontrou-se hoje com os promotores, em Brasília

Brasília, 15/08/2007 - A deputada federal Janete Capiberibe (PSB/AP) vai reservar R$ 500 mil de suas emendas individuais para o Ministério Público Estadual do Amapá - MPE/AP. O compromisso foi acertado e assinado em audiência, hoje, ao procurador-geral de Justiça do Amapá, Márcio Augusto Alves, e o promotor de justiça, Flávio Cavalcante. “Chegamos de mãos vazias e saímos satisfeitos”, afirmou o procurador-geral. “Esta é uma decisão política do meu mandato que já está tomada”, disse a deputada Janete, que se notabilizou pelo apoio às ações de combate à corrupção no estado do Amapá.

“Guardião” - Os R$ 500 mil em emenda individual deverão ser usados pelo Ministério Público do Estado do Amapá para comprar um sistema de interceptação, monitoramento e gerenciamento de chamadas telefônicas - que permite a escuta e gravação de telefonemas - conhecido como “guardião”. O equipamento usado hoje pelo MPE/AP permite a gravação simultânea de 8 linhas telefônicas. O novo equipamento ampliará o monitoramento para 150 interceptações telefônicas simultâneas. O atual “guardião” do MPE/AP foi um dos equipamentos usados pela Polícia Federal nas investigações da Operação Antídoto, que revelou uma quadrilha que desviava recursos da Secretaria de Estado de Saúde do Amapá.

Sede própria - Outra reivindicação do MPE/AP é a construção de sua sede própria, que deverá ter 5 mil metros quadrados ao custo de R$ 12 milhões. O edifício abrigará instalações para os 53 promotores e os 11 procuradores de justiça, além das assessorias e de um auditório para 300 pessoas. Hoje, o Ministério Público funciona em quatro prédios isolados e é a única instituição estadual que não tem sede própria. “Um dos prédios nos foi cedido ainda pelo governador João Capiberibe”, lembrou o procurador-geral. O MPE/AP já tem o terreno para construir a nova sede, próximo à Curva do Araxá.

O pedido dos recursos para a sede será feito à Bancada do Amapá. A audiência estava marcada para esta quarta-feira, mas foi adiada. “Estou pronta para dar meu apoio à construção da sede do MPE/AP”, disse a deputada. “Se for decisão da bancada que cada parlamentar coloque uma quantia de recursos, tenho esta disposição. Não quero fazer uma ação isolada, mas o Ministério Público tem o compromisso de meu esforço e da minha quantia de recursos”, afirmou a parlamentar ao procurador geral e ao promotor. A socialista também comprometeu-se de gestionar recursos federais para o MPE nos ministérios.

Sizan Luis Esberci