HISTÓRIAS DO ALÉM

Era uma vez, uma cidade no interior (Pedra Branca do Amapari-Ap) no estado do Amapá, onde a população vivia uma vida tranquila, tranquila. Espera ai! Tranquila? Como ? se nesta cidade faltava de tudo, há algum tempo atrás era uma árvore que desligava os fios de energia sempre no mesmo horário. Engraçado, a população reclamou e fechou a estrada de ferro, que leva as suas riquezas para fora do pais, enriquecendo alguns e deixando migalhas para o município, diante da reclamação e a manifestação a arvore obedeceu e as faltas de energia pararam.

Porém, esta escritora acha que a tal árvore voltou do além para assombrar a população novamente, a cerca de 15 dias as faltas de energia retornaram, e adivinhem, nos mesmos horários. Até o governador do Estado, recentemente durante a inauguração da maior Escola Estadual no município teve que exercitar a garganta ao falar com o público sem auxilio do microfone pois... a enrgia faltou na hora do seu discurso. Ouvi dizer que cabeças iriam rolar...mas acho que a garganta do governador já deve ter parado de doer e o assunto caiu no esquecimento.

Bom, amigos leitores, se fosse só isso nós viveríamos felizes. O problema é se falta energia falta água e os telefones não funcionan. Fico com medo de uma ponte cair...ai fica difícil...sem energia, sem água, sem telefone e ilhados...pensem comigo...como vamos nos comunicar, já sei vamos pedir ajuda aos índios, quem sabe alguém da capital possa ver os seus sinais de fumaça pedindo socorro.

Mas diante de tantas noticias ruins, surgem algumas boas, ha comerciantes vendendo mercadorias por uma pechincha, mas o povo não tem tanta sorte assim, são mercadorias que se perderam pela falta de energia, eletrodomésticos queimados devido ao vai vem da energia.É amigos leitores quando a esmola é grande o santo desconfia e tenham certeza que a tal árvore tem alguma coisa a ver com isso.

Eu disse a vocês que quando falta energia também ficamos sem telefone, e se já não fosse suficiente o péssimo serviço prestado pela operadora de telefonia , eis que há anos a a antena repetidora de uma emissora de TV, diga-se de passagem a única em nosso município, funcionava instalada na torre dessa operadora, pois ela achou que só prestar um péssimo serviço ao nosso povo não era suficiente e resolveu retirar a antena da sua torre, deixando assim mas de sete mil pessoas sem TV e quem quiser assistir TV que vá pra...deixa prá lá, afinal pra que TV se não tem energia...

È isso ai amigos imaginem vocês neste verão sem energia, principalmente no horário da tarde para se transforma no inferno só falta um grau.

Um grande abraço e quem sabe até semana que vem, a gente conversa mais um pouco e eu conto outras história do além...

(Autoria desconhecida)