Ampliação da Licença-maternidade está sendo discutida com sociedade

A mobilização popular pela ampliação da Licença-maternidade ganha reforço esta semana com a adesão de populares, sindicalistas, estudantes e principalmente servidoras municipais. O vereador Clécio Luis (P-SOL/MCP), proponente do Projeto de Lei que pretende ampliar de 4 meses para 6 meses a licença-maternidade para servidoras municipais e de 5 para 15 dias a licença-paternidade, reúne-se durante esta semana com associações, sindicatos e servidores municipais para discutir o projeto e dar explicações sobre os benefícios principalmente para os bebês.

De acordo com estudos da Sociedade Brasileira de Pediatria-SBP, crianças amamentadas por no mínimo seis meses têm maior imunidade contra doenças, se desenvolvem mais rapidamente e criam elos familiares mais fortes. A ampliação é uma tendência mundial principalmente em países desenvolvidos e está sendo fortalecida em países pobres como arma na luta contra a fome e desnutrição. O Amapá entrou para história de lutas em favor da ampliação por ser o primeiro Estado a aprovar a Lei de autoria do então deputado estadual Randolfe Rodrigues. Em diversos municípios ela já foi aprovada por unanimidade e Macapá é o primeiro município amapaense a apresentar o projeto.

Esta semana o vereador, que já tem o apoio da Sociedade Amapaense de Pediatria, reúne-se com representantes da OAP/AP, Conselhos Federal e Reagional de Enfermagem, Conselho de Assistentes Sociais, professores municipais Instituto de Mulheres Negras, Conselho Tutelar e outras classes que têm interesse em participar do debate e fortalecer o movimento em favor da ampliação. O projeto de Lei será votado na sessão do próximo dia 30, na Câmara de Macapá.