Embrapa Amapá realiza palestra sobre cooperativismo nas Escolas Famílias

As ações do projeto "Transferência de Tecnologias e Conhecimentos em Apoio à Inclusão Tecnológica e ao Desenvolvimento Sustentável da Agricultura Familiar no Estado do Amapá", da Embrapa Amapá, foram iniciadas neste último final de semana. Nos dias 18, 19 e 20 deste mês o agrônomo Jackson dos Santos, coordenador do projeto, e a pesquisadora Milza Barreto viajaram ao interior do estado em visita às cinco Escolas Famílias do Estado para discutir questões técnicas do projeto com estudantes, professores e diretores. Na ocasião, Milza Barreto fez palestra sobre cooperativismo e associativismo como formas de acesso ao mercado, evento prestigiado por 307 alunos das cinco Escolas Famílias.

Este projeto de transferência de tecnologias e conhecimento vai beneficiar as comunidades de 726 alunos das Escolas Famílias do Estado. A previsão é de ser concluído em três anos. Neste período, pesquisadores e técnicos da Embrapa Amapá e do Rurap realizarão dias de campo, visitas técnicas e palestras. Também serão instaladas unidades técnicas demonstrativas e unidades de observação.

Os alunos, a maioria filhos dos agricultores, terão cursos e palestras abordando temas como produção de mudas frutíferas, associativismo e cooperativismo, plantio sem queimadas, manejo florestal de espécies arbóreas de várzea, manejo florestal para uso múltiplo, irrigação e apicultura. "Vamos utilizar tecnologias de baixo impacto ambiental negativo, serão manejadas áreas já alteradas e com preferência para cultivo de culturas perenes. Dessa forma, priorizamos o equilíbrio ambiental no processo produtivo", explicou Jackson.

O Amapá conta hoje com cinco Escolas Famílias, um modelo de educação no campo surgido na França logo após a Segunda Guerra Mundial e que utiliza a pedagogia da alternância. O aluno fica em regime de internato durante quinze dias e o restante do mês permanence em sua casa, atuando como agente multipliador de conhecimentos técnicos junto à família. As Escolas Famílias do Amapá são as seguintes: Escola Família Agrícola do Pacuí (Macapá), Escola Família Agroextrativista do Carvão (Mazagão), Escola Família Agroextrativista do Maracá (Mazagão), Escola Agroextrativista do Cedro (Tartarugalzinho) e Escola Agrícola da Perimetral Norte (Pedra Branca do Amapari).

Dulcivânia Freitas