Reitor pede à deputada Janete mais recursos para a UNIFAP

Ainda há cursos financiados por emendas do casal Capiberibe


Macapá, 21/08/2007 - A deputada federal Janete Capiberibe (PSB/AP) reuniu-se, na segunda, 20, com o reitor da Universidade Federal do Amapá - UNIFAP, professor José Carlos Tavares, para tratar de investimentos, da implantação do curso de medicina e de recursos para a UNIFAP. A deputada ouviu as demandas do reitor para defendê-las em Brasília. “Vamos levar os pedidos ao Governo Federal. É importante investir na UNIFAP e implantar o curso de medicina. Queremos garantir este direito aos estudantes do Amapá”, comprometeu-se a socialista.

Tavares afirmou que os mestrados e doutorados da UNIFAP estão ocorrendo graças aos R$ 520 mil em emendas do senador João Capiberibe e da deputada Janete Capiberibe à instituição.

O reitor disse à deputada que está otimista com a implantação do curso de medicina, cujo processo tramita no Ministério da Educação. A pedra fundamental já foi lançada pelo ministro Fernando Hadad. Tavares acredita que, neste ritmo, o curso poderá ter sua primeira turma já em 2009.

Investimentos - O financiamento da UNIFAP é um dos problemas enfrentados pela Universidade. Tavares disse que está administrando com recursos de emendas e de convênios e que a verba de custeio foi cortada pela metade.

O reitor relatou à deputada Janete Capiberibe os investimentos que a UNIFAP está fazendo, como a construção do centro de pesquisa em convênio com Ministério da Ciência e Tecnologia, orçado em R$ 1 milhão, e o laboratório para os cursos de enfermagem, anatomia, farmacologia e fisioterapia.

Recursos - O reitor aproveitou o encontro com a deputada Janete para pedir a construção de 60 salas de aulas ao custo de R$ 2 milhões e a conclusão do centro de pesquisa, que precisa de mais R$ 600 mil. A UNIFAP ainda quer a realização de concurso para contratar novos professores e a suplementação financeira para custeio.

À frente da UNIFAP há mais de um ano, Tavares disse que está empenhado para recuperar a credibilidade da instituição diante da sociedade e na execução das obras necessárias para a instituição.

Sizan Luis Esberci