Reajuste será assinado hoje

Alessandra Horto


Rio - As medidas provisórias com o reajuste para 300 mil servidores federais vão ser assinadas hoje pelo presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva. O aumento será publicado no Diário Oficial da União na segunda-feira, se os textos forem assinados até o início da noite, será publicado em edição extraordinária, também de segunda-feira. Os textos vão beneficiar servidores de 54 categorias, que recebem por vencimentos básicos ou subsídio. Caso de funcionários de carreiras típicas do Estado (91 mil), como Receita Federal, Banco Central e Advocacia Geral da União. O governo não divulgou a porcentagem média do reajuste.

Os novos salários começam a valer assim que as medidas provisórias forem publicadas no Diário Oficial. O contracheque de setembro já deverá sair com o reajuste. Os sindicatos estão em contagem regressiva. O secretário-geral da Condsef (Confederação dos trabalhadores no serviço público federal), Josemilton Costa, disse que a expectativa é muito grande, principalmente, para saber se o governo cumpriu mesmo com os acordos estabelecidos com os sindicatos. “Já que os dois documentos foram elaborados em quase dois meses, acreditamos que até os mínimos detalhes do acordo estejam certos”, disse Josemilton.