Mais 220 títulos podem ser cancelados em Itaubal e Cutias
Com esses somam mais de 500 títulos cancelados só nas duas cidades

Dione Amaral/Giselle Oliveira

Itaubal possui 3.853 eleitores, Cutias tem um pouco menos: 3.705. As duas cidades do Amapá, relativamente pequenas, possuem os maiores índices de transferências irregulares de títulos eleitorais em todo o estado. São eleitores de Macapá que optam por votar ilegalmente nas duas cidades. Após ter cancelado 323 títulos, o juiz da 10ª ZE, Marconi Pimenta, notificou mais 220 eleitores, 140 de Cutias e 80 de Itaubal.

O esquema foi detectado nas ações que a Justiça Eleitoral fazia periodicamente nos municípios. “Atendíamos uma média de 20 pedidos de transferências enquanto estávamos no município, em Macapá esse número subia para cem. Como? Se a Justiça está no município, certamente que os moradores irão fazer o pedido lá e não em Macapá”, questiona o juiz responsável pela 10ªZE que compreende os municípios de Macapá (zona norte), Itaubal e Cutias.

O juiz constatou a fraude ao comparar o número de eleitores dos municípios e a quantidade de solicitações. A Justiça Eleitoral investiga a possibilidade de compra de votos e troca de favores por parte de candidatos dos municípios.

Títulos cancelados

Os eleitores notificados foram chamados para justificar a transferência no prazo de cinco dias. Os eleitores que já se apresentaram negam o pedido de solicitação. O juiz ressalta, porém, que a transferência só pode ser feita com a apresentação dos documentos do eleitor.