GEA repassa R$ 40 mil para ações sociais da Pastoral da Criança

Verba vai custear serviços em prol da Criança e do Adolescente no Amapá

O governador Waldez Góes assinou convênio no valor de R$ 40 mil, com a Diocese de Macapá, para serem repassados à Pastoral do Menor. O repasse faz parte do Projeto de Intervenção Estratégica da Pastoral, como forma de consolidar as ações da Pastoral da Criança referentes ao exercício de 2007.

O repasse da verba foi efetivado nesta quinta-feira, 30, às 10 horas, no Salão Nobre do Palácio do Setentrião, por ocasião da visita da coordenadora nacional da Pastoral da Criança, Zilda Arns Neumann. A coordenadora, que também é médica sanitarista, teve um encontro com o governador e prefeitos municipais do Estado, onde expôs os princípios norteadores da Pastoral do Menor no Estado, e a possibilidade da celebração de outros convênios.

Zilda Arns, irmão do falecido cardeal d. Paulo Evaristo Arns, esteve acompanhada do bispo de Macapá d. Pedro Conti, e do padre e médico camiliano Raul Matte, um dos fundadores da Pastoral da Criança no Estado.

Valorização

O governador, ao anunciar a disposição do Governo do Estado na valorização da Criança e do Adolescente, lembrou que as diretrizes da Pastoral da Criança estão em consonância com os planos Plurianual e Amapá 2015, onde estão contempladas a educação integral à criança e ao adolescente no Amapá, assim como o seu acompanhamento permanente pelos instrumentos de proteção e valorização do Estado.

“Nas mais de 87 comunidades no Amapá assistidas pela Diocese de Macapá através da Pastoral do Menor, nota-se a grande importância que a Igreja, através desta instituição, presta à comunidade”, disse Waldez Góes, lembrando que “isto representa quase 13 mil famílias assistidas; só esses valores representam o peso que tem a instituição, e a necessidade permanente e vigilante do Governo do Estado em assegurar, a esses pequenos e futuros cidadãos, o que já está contemplado na legislação, que é o cumprimento de seus direitos”.

Cenário

De acordo com o Censo de 2000, há em todo o Estado do Amapá, 38.409 crianças com idade abaixo de 6 anos. Desse total, 5.257 são acompanhadas pela Pastoral da Criança, representando 14%. Elas estão distribuídas em 81 comunidades.

A Pastoral da Criança é uma organização comunitária, de atuação nacional, que tem seu trabalho baseado na solidariedade e na partilha do saber. Tem como objetivo o desenvolvimento integral das crianças, da concepção aos seis anos de idade, em seu contexto familiar e comunitário, a partir de ações preventivas de saúde, nutrição, educação e cidadania realizadas por mais de 266 mil voluntários capacitados. É um organismo de ação social da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB)a, que não faz distinção de cor, raça, gênero, crença religiosa ou política.

A ajuda do Governo do Estado vai auxiliar em políticas públicas, segurança alimentar, educação comunitária, além de incentivo aos trabalhos dos conselhos municipais espalhados em todos os municípios do Estado.

Edgar Rodrigues