Creap melhora a qualidade de vida com programa de tratamento da artrose

Um serviço de excelência - desenvolvido pelo Centro de Reabilitação do Amapá (Creap) - vem melhorando a qualidade de vida de centenas de amapaenses. Esse é denominado “Grupo de Artrose de Membros Inferiores”.

O programa atende pessoas que desenvolvem artrose nos joelhos, quadril ou demais membros inferiores. A doença é a forma mais comum de reumatismo e um dos principais fatores determinantes de incapacidade física no indivíduo idoso. A destruição progressiva de tecidos e cartilagem provocada por ela causa dor, deformação e limitação dos movimentos.

Mas para as pessoas tratadas pelo Creap a realidade é bem diferente. É o caso de Feliciana da Silva Ramos, de 50 anos. Três meses atrás ela sofria com fortes dores nas pernas. Após alguns exames - feitos no Hospital de Cínicas Alberto Lima (HCAL) -, a artrose foi diagnosticada. Dona Feliciana então foi encaminhada para avaliação no Creap, onde foi incluída no “Grupo de Artrose de Membro Inferior”. Bastou iniciar o tratamento para que os sintomas da doença dessem lugar aos sorrisos. “Só quando comecei o tratamento é que voltei a sorrir. Quando cheguei aqui sentia muitas dores nas pernas, hoje já estou muito melhor, consigo até andar direito”, exclamou.

A exemplo de outros tratamentos do Creap, o programa de artrose dos membros inferiores engloba sessões de hidroterapia, acupuntura e outros exercícios específicos. Os pacientes são incluídos em grupos de 10 pessoas, sendo que cada grupo é submetido a 15 sessões de fisioterapia e acupuntura durante 15 dias. Antes do tratamento, o paciente é avaliado pela equipe de fisioterapia e recebe orientações sobre a artrose.

O diretor do Creap, Charles Santana, conta que o programa iniciou em 2006, apenas com a fisioterapia. Mas com a chegada de novas técnicas de reabilitação e a aquisição de um potente, comprado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), no início de 2008, o serviço chegou a excelência. “No início disponibilizávamos apenas as sessões de fisioterapia. Tínhamos a piscina, mas o tratamento da hidroterapia tem que ser com uma água aquecida em 32 graus, no mínimo, para ter os efeitos terapêuticos necessários. Por isso precisávamos de um aquecedor potente. E agora temos. E com a contratação das técnicas em acupuntura chegamos a um tratamento completo”, comemorou.

Sendo um dos principais responsáveis pelas melhorias no órgão, o secretário estadual de saúde Pedro Paulo Dias de Carvalho, também se orgulha em oferecer a população um atendimento de alta qualidade. “O Creap hoje é um dos melhores Centros de Reabilitação que existe no Brasil. É totalmente equipado, com profissionais da mais alta competência. É um exemplo a ser seguido quando se pensa em saúde pública”, comentou.

O “Grupo de Artrose de Membro Inferior” funciona na sede do Creap - que fica localizado na rua Tiradentes (atrás da Escola Integrada de Macapá) - segunda e sexta-feira, a partir de 17 h.

Mais informações: Charles Santana - Diretor do Creap - 9971 1850