Treinamento combate má alimentação

Secretaria de Saúde alerta para a carência de ferro em crianças e mulheres grávidas

Coordenadores municipais do Programa de Alimentação e Nutrição, digitadores do Sistema de Informação Alimentar e Nutricional (Sisvan) e convidados da Secretaria do Estado de Inclusão e Mobilização Social (Sims) e da Secretaria de Estado da Educação (Seed) participam nos dias 7 e 8 de agosto de treinamento para melhor conhecimento técnico e operacional do Sisvan.

A capacitação será na sede do Núcleo Estadual do Ministério da Saúde, no laboratório do DataSus. A coordenação está a cargo da Secretaria de Estado da Saúde através da Gerência de Atenção Básica, Área Técnica de Alimentação e Nutrição. “A Sims e a Seed são parceiras da Sesa. Na questão social, a Sims cadastra as pessoas, a Seed verifica se a família mantém os filhos na escola e a Sesa cuida da saúde, realizando o acompanhamento e o perfil nutricional da população. Este é o tripé do Sisvan Bolsa Família”, disse a coordenadora do evento, Maria Balbina Picanço.

Com o treinamento, a Sesa quer alertar a população para a importância da alimentação. A partir do que é gerado pelo sistema são feitos o planejamento e execução das ações para o combate à desnutrição e à carência de ferro em crianças e mulheres grávidas.

Maria Balbina conta com a ajuda dos amapaenses para garantir a eficiência do Sisvan. “O Sisvan Web tem a competência de acompanhar toda a população, desde o recém-nascido até a melhor idade. Mas a população também precisa nos ajudar para que possamos ter esse controle mensal. É importante que todos compareçam às Unidades Básicas de Saúde para atualizarem seus dados constantemente, evitando conflitos no sistema”, alertou a coordenadora.

Sisvan Web

O Sisvan Web é um sistema de informação que gera o perfil nutricional da população. Para seu uso, antes era necessária a instalação do programa em cada computador. Agora, na versão web basta ter acesso à internet. “Com essa mudança, os técnicos podem enviar diretamente os dados coletados para Brasília, onde serão registrados”, explicou Maria Balbina.

Já o Sisvan Bolsa Família acompanha o perfil nutricional dos beneficiários do programa Bolsa Família. O Sisvan Suplementação de Ferro informa o quantitativo de doses que foram distribuídas. O público beneficiado são crianças de 5 a 18 meses e gestantes do quinto mês ao terceiro mês pós-parto.

Coordenadores municipais do Programa de Alimentação e Nutrição, digitadores do Sistema de Informação Alimentar e Nutricional (Sisvan) e convidados da Secretaria do Estado de Inclusão e Mobilização Social (Sims) e da Secretaria de Estado da Educação (Seed) participam nos dias 7 e 8 de agosto de treinamento para melhor conhecimento técnico e operacional do Sisvan.

A capacitação será na sede do Núcleo Estadual do Ministério da Saúde, no laboratório do DataSus. A coordenação está a cargo da Secretaria de Estado da Saúde através da Gerência de Atenção Básica, Área Técnica de Alimentação e Nutrição. “A Sims e a Seed são parceiras da Sesa. Na questão social, a Sims cadastra as pessoas, a Seed verifica se a família mantém os filhos na escola e a Sesa cuida da saúde, realizando o acompanhamento e o perfil nutricional da população. Este é o tripé do Sisvan Bolsa Família”, disse a coordenadora do evento, Maria Balbina Picanço.

Com o treinamento, a Sesa quer alertar a população para a importância da alimentação. A partir do que é gerado pelo sistema são feitos o planejamento e execução das ações para o combate à desnutrição e à carência de ferro em crianças e mulheres grávidas.

Maria Balbina conta com a ajuda dos amapaenses para garantir a eficiência do Sisvan. “O Sisvan Web tem a competência de acompanhar toda a população, desde o recém-nascido até a melhor idade. Mas a população também precisa nos ajudar para que possamos ter esse controle mensal. É importante que todos compareçam às Unidades Básicas de Saúde para atualizarem seus dados constantemente, evitando conflitos no sistema”, alertou a coordenadora.

Sisvan Web

O Sisvan Web é um sistema de informação que gera o perfil nutricional da população. Para seu uso, antes era necessária a instalação do programa em cada computador. Agora, na versão web basta ter acesso à internet. “Com essa mudança, os técnicos podem enviar diretamente os dados coletados para Brasília, onde serão registrados”, explicou Maria Balbina.

Já o Sisvan Bolsa Família acompanha o perfil nutricional dos beneficiários do programa Bolsa Família. O Sisvan Suplementação de Ferro informa o quantitativo de doses que foram distribuídas. O público beneficiado são crianças de 5 a 18 meses e gestantes do quinto mês ao terceiro mês pós-parto.