Caravana Eleições Limpas faz visita às comunidades e ouve reclamações de eleitores

Para levar às populações mais distantes do centro de Macapá a importância do voto e o combate à sua venda, a Justiça Eleitoral seguiu em Caravana, no dia 14 de setembro (domingo) para as localidades de Curiaú, Casa Grande, Ressaca, Abacate da Pedreira, Lontra da Pedreira e Santo Antônio da Pedreira. Nessas comunidades, a comissão encontrou eleitores descontentes com as campanhas eleitorais e as promessas não cumpridas pelos candidatos.

Além de falar à população sobre o voto consciente e incentivar a denúncia de compra de votos, o presidente do Tribunal Regional Eleitoral, Desembargador Carmo Antônio e o juiz da 10ª zona eleitoral, Marconi Pimenta, ouviram as reclamações dos eleitores. Estes alegaram já estar cansados de promessas e que as comunidades continuam sempre com os mesmos problemas.

“Nós já recebemos muitas visitas de candidatos. Eles chegam sorridentes e entrando nas nossas casas como se fossem nossos amigos”, reclamou uma moradora da localidade de Casa Grande. No Abacate da Pedreira, as reclamações centraram-se nas promessas não cumpridas pelos candidatos, inclusive relacionadas às melhorias no posto de saúde.

A Justiça Eleitoral aproveitou a oportunidade para ressaltar que a compra de votos e as reclamações sobre as promessas não cumpridas pelos candidatos podem ser denunciadas, inclusive, através da imprensa. “O quarto poder é um meio eficaz de denúncia. É só colocar a boca no trombone”, enfatizou o juiz Marconi Pimenta, lembrando o número do fiscal da democracia (9119 2008), e outros canais, como a denúncia no próprio TRE e no Ministério Público.

Nas reuniões, foram distribuídas cartilhas do Eleitor e a famosa “colinha”, em que os eleitores poderão colocar o nome e o número do seu candidato e levar no dia das eleições.

SERVIÇO:

ASCOM TRE-AP
3214 1728
9912 5161
8129 4240