Curta metragista premiado participa do Festival Macapá de Cinema

Camilo Cavalcante, um dos mais produtivos e premiados realizadores de Pernambuco, está em Macapá para participar do 2º Festival Macapá de Cinema e Vídeo, que começou no dia 22 e encerra neste sábado (29/09). O público poderá conferir uma das principais obras de sua autoria: o curta-metragem em 35 mm, “Rapsódia para um homem comum”. O filme será exibido no penúltimo dia da Mostra Competitiva, realizada no Teatro das Bacabeiras, às 20h30.

“Rapsódia para um homem comum” fala de amor, solidão e da eterna busca do homem para tentar se compreender. No início da década de 70, Epaminondas é um funcionário público, pai de família, que se deixa levar por um amor sublime e obsessivo. Recife aparece com todas as suas características de época. E lá vive também uma pianista que encanta.

O filme é um dos sete curtas concorrentes da Mostra Competitiva do festival, cujo resultado será dado pelo público aos trabalhos longas e curtas em três categorias: melhor filme, melhor ator e melhor atriz.

Calvalcante é autor de vários vídeos premiados como Hambre Hombre (1996), Os Dois Velhinhos (1997) e Leviatã (1999), Ave Maria ou Mãe dos Oprimidos. Seus primeiros curtas em 35 mm foram O Velho, O Mar e o Lago (2000) e A História da Eternidade (2004),

Nesses quatro primeiros dias de evento, muitos outros nomes consagrados do cinema brasileiro já passaram pelo Bacabeiras. Entre os quais, diretores premiados como Petrônio Lorena, Edgar Navarro, Wolney Oliveira, Rodger Rogério, as atrizes Ingra Liberato e Arly Arnaud. As oficinas de cinema estão sendo ministradas por cineastas e produtores veteranos: Márcio Curi, Hermano Figueiredo e Renato Barbiere. E até o dia 29, no encerramento do Festival, nomes como o dos atores, Jackyson Costa e Pepita Rodrigues, do filme “O Dono do Mar”, além do diretor Haroldo Borges, participam diretamente do 2º Festival Macapá de Cinema e Vídeo.

Programação de quarta-feira (26/09)

16h - Mostra Amapaense (Sesc Araxá)

“Vidama”, de Daniel Rocha e Thomé Azevedo

“Magrelas”, de Bruno Vinícius Simões

“O Jornalismo Caboclo de Hélio Pennafort”, de Gilvana Batista e Tanha Silva

“Teatro e Vida”, de Daniel Rocha e Thomé Azevedo

19h - Cinema Voador (Arena do Marabaixo III)

“Momento Trágico”, de Cibele Amaral

“Iracema”, de Jorge Bodansky e Orlando Senna

20h30 - Mostra Competitiva (Teatro das Bacabeiras)

“A Espera da Morte”, de André Luis da Cunha

“O Engenho de Zé Lins, de Vladimir Carvalho

Rita Torrinha

Assessora de Imprensa

2º Festival Macapá de Cinema e Vídeo

Contato: 9111-5886