Sebrae faz lançamento da Federação Amapaense de Circo e Dança

A Federação é resultado das reuniões do Núcleo de Economia da Cultura do Sebrae junto aos clientes de Circo e Dança

Fernanda Picanço

Devido a necessidade de implantar uma Federação que viesse atender os segmentos de circo e dança no Estado, o Sebrae estará realizando, no dia 3 de outubro, o lançamento da Federação Amapaense de Circo e Dança (Facidan), que surgiu após várias reuniões realizadas pelo projeto Núcleo de Economia da Cultura desenvolvido pelo Sebrae.

Com uma diretoria composta no dia 12 de setembro, a Federação nasceu da necessidade de organizar esses dois segmentos das artes cênicas: dança e circo. Os dois núcleos que fazem parte da Facidan visam encontrar novas capacitações que os ajudem na organização de seus futuros espetáculos e comercialização de seus produtos.

Segundo o vice-presidente da Facidan, Arnobio Novaes, “hoje o circo no Amapá tem servido para que as pessoas venham encontrar uma oportunidade de ganhar dinheiro. A arte circense já sofreu muitos preconceitos e por isso queremos resgatá-la. O circo não morreu, graças a esses profissionais que lutam para trazer de volta este espírito que está dentro de muitas pessoas”, afirma.

“A idéia de unir circo e dança é uma forma de integração que encontramos para fortalecer o setor e, por meio dele, desenvolver um espetáculo que venha ser reconhecido pelo Estado”, declara Orivaldo Santos, componente do Núcleo de Dança.

O gestor do Projeto do Núcleo de Economia da Cultura do Sebrae, Maikon Richadson, disse que o lançamento da Facidan será realizado simultaneamente com a inauguração da Praça do Sebrae e do selo “Produtos Culturais”. No lançamento, vários profissionais estarão fazendo um grande espetáculo de circo e dança para comemorar essa vitória do segmento.