Sebrae defende manejo florestal na 7ª Conferência Latino-Americana

O evento é sobre Meio Ambiente e Responsabilidade Social

Da Assessoria
Colaboradoras: Denyse Quintas e Nelma Pires

Na próxima quinta-feira, 18, o Sebrae no Amapá estará representado em Belo Horizonte, participando da Ecolatina/2007, evento organizado pelo Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (Cebds) e Sebrae Nacional. Na oportunidade estarão reunidas autoridades nacionais e internacionais, especialistas, dirigentes empresariais e investidores debatendo estratégias de sustentabilidade, novos modelos de negócios e os desafios derivados das restrições quanto à emissão de gases de efeito estufa, acesso à água e a recursos naturais por toda a sociedade. O Amapá apresenta experiências desenvolvidas sobre certificação de florestas nativas.

Com o título Manejo Florestal - um passo para a Certificação no Amapá, a experiência será apresentada durante o Seminário Desenvolvimento Sustentável: Desafios e Oportunidades para Micro e Pequenas Empresas, no painel Programas dos Sebraes de Apoio à Sustentabilidade, por ser a primeira no País desenvolvida com base no Programa Brasileiro de Certificação Florestal (Cerflor), do Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro).

Segundo a técnica do Sebrae, Nelma Pires, o processo de certificação está sendo conduzido pelo Sebrae desde 2005, juntamente com diversas instituições governamentais das esferas federal, estadual e municipal, com o objetivo de promover o processo de certificação florestal nas comunidades de Água Fria e Centro Novo, no município de Pedra Branca do Amapari. “A iniciativa faz parte do Projeto Madeira Móveis do Amapá, sob a gerência de Indústria e Agronegócio, responsável pelos projetos dos setores produtivos do Sebrae alinhados às prioridades estratégicas do Governo do Estado do Amapá”, disse.

De acordo com a técnica Nelma Pires, devido à relevância do assunto para o desenvolvimento de ações que garantam a exploração racional dos produtos da floresta e, ainda, a origem legal foi criado um fórum de discussão permanente com a participação de empresários, instituições públicas e privadas, com vistas a identificar e implementar ações estratégicas para regularizar o setor florestal do Amapá, no qual o Sebrae vem atuando como agente estimulador e aglutinador de interesses afins nesse processo. Daí surge o destaque nessa Conferência Latino Americana que vai apresentar as experiências exitosas para a sustentabilidade do planeta e das micro e pequenas empresas.

Visando garantir a sustentabilidade do setor florestal e a continuidade das ações de Certificação Florestal no Amapá, a partir de 2008, será desenvolvido o Projeto Madeira Sustentável, com o objetivo de ampliar a oferta de madeira de origem legal, em cumprimento as exigências sociais e ambientais.