SUFRAMA debate revisão do seu planejamento estratégico com líderes do Amapá

Redator: Hudson Braga Data: 23/10/2007

A Superintendência da Zona Franca de Manaus (SUFRAMA) debaterá nesta quinta e sexta-feira (dias 25 e 26) com governos e representantes do setor produtivo, da área de pesquisa, ciência e tecnologia do Amapá a revisão do seu planejamento estratégico. Ao contrário das revisões anteriores, o novo conjunto de diretrizes refletirá melhor os anseios da região, para que a instituição continue financiando projetos, mas a partir de 2008 em maior sintonia com as políticas de desenvolvimento sustentável da região.

O nome Arara vem da união das iniciais de Amazonas, Roraima, Acre, Rondônia e Amapá, a área de atuação da SUFRAMA. Macapá é a penúltimo Capital a receber os especialistas do Projeto Arara, contratados pela instituição em convênio com a Universidade Federal do Amazonas (Ufam) para redefinir as ações da Superintendência focadas no desenvolvimento da região nos próximos anos, trabalho que estará concluído até abril do próximo ano.

Estão convidados a falar sobre o desenvolvimento desejado para o Amapá, informa o superintendente adjunto de Planejamento e Desenvolvimento Regional da SUFRAMA, Elilde da Mota Menezes, secretarias estaduais, como as de Planejamento, Orçamento e Tesouro (Seplan), Desenvolvimento Econômico (Sede), da Indústria, Comércio e Mineração (Seicom), Ciência e Tecnologia (Setec), Agricultura, Pesca, Floresta e do Abastecimento (Seaf), Trabalho e Empreendedorismo (Sete) e do Meio Ambiente (Sema).

Também foram convidados a participar dos debater as agências de Fomento (Afap), e de Desenvolvimento do Amapá (Adap). Como representantes das áreas de ensino, pesquisa e tecnologia estão sendo esperados participantes das universidades Estadual (Ueap) e Federal do Amapá (Unifap) e Embrapa. A Assembléia Legislativa, bem como o legislativo e executivo de Macapá e Santana também terão papel importante nos debates sobre o futuro do Amapá e de que forma a SUFRAMA pode ser parceira do Estado neste novo processo.

Pelo setor produtivo, acrescenta o coordenador geral de Planejamento e Programação Orçamentária da SUFRAMA, Emmanuel Aguiar, estão sendo aguardados líderes da Federação do Comércio, Associação Comercial e Industrial (ACIA), Câmara dos Dirigentes Lojistas de Macapá e Santana, Federação das Indústrias (FIAP), Federação da Agricultura e Pecuária (FAEAP), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), de Aprendizagem Industrial (Senai) e de Aprendizagem Comercial (Senac) e Sebrae.