Sebrae implanta coral para seus colaboradores

A criação do coral é mais uma atividade do Projeto Qualidade de Vida, que objetiva integrar os técnicos da Instituição.

Fernanda Picanço

O dito popular quem canta seus males espanta é muito empregado nas rodas sociais. Como o pressuposto de que espantar os males traduz a intenção de viver melhor, de ser mais feliz, o Sebrae no Amapá, por meio do projeto Qualidade de Vida, está incentivando seus colaboradores a cantarem e, para isso, está implantando o canto coral com o intuito de propiciar o bem estar de sua equipe.

Segundo a gerente da Unidade de Gestão de Pessoas, Nilda Oliveira, “é comprovado cientificamente que a música é capaz de promover diversos benefícios à saúde e ao comportamento do homem. Nas empresas, pode ampliar a qualidade de vida de seus colaboradores e contribuir para o crescimento musical e cultural dos participantes, além de promover um ambiente de trabalho mais agradável. Por isso a necessidade de ser implantado um projeto de grande importância”, afirma.

Para a diretora de administração e finanças Rosemary Fabião, uma das idealizadoras do projeto, o coral trará benefícios para o cotidiano dos colaboradores e por extensão para o Sebrae. Cantar é um exercício vocal bom para a mente e para o corpo e destaca que cantar é a forma de agradecer a Deus pelo dom do canto.

Para dar inicio ao coral, o regente, professor, mestre em música, maestro Carlos Anísio, de João Pessoa (PB), estará ministrando, no horário de 19h às 22h, a oficina de regência coral no período de 29 a 31de outubro e 3 de novembro. A oficina será destinada a selecionar o regente que levará adiante o coral do Sebrae Amapá.

No mesmo período no horário de 17h às 19h será realizada a oficina de técnica vocal para os colaboradores que desejam participar do coral. A capacitação será ministrada pela regente, professora e solista do coro de Câmera Vila Lobos, Fátima França, também de João Pessoa (PB).

Nesta oficina serão abordadas questões básicas da preparação vocal, postura, relaxamento e respiração. O repertório musical desse coral que está surgindo será eclético, com músicas folclóricas, regionais, religiosa, contemporânea, sacra, e de compositores locais.

Coral

É um grupo de pessoas que se reúne para cantar gêneros específicos de música, independentemente de sua cultura musical. Essas pessoas são basicamente classificadas em função de seu timbre de voz e agrupadas em naipes, ou seja, as mulheres podem ser Sopranos, a voz mais aguda feminina, Mezzo-Sopranos (ou Sopranos II), a voz intermediária feminina, e Contraltos, a voz mais grave feminina, enquanto que os homens podem ser Tenores (a mesma voz do Pavarotti, Domingo e Carreras!), a voz mais aguda masculina, Barítonos, a voz intermediária masculina, e Baixos, a voz mais grave masculina.