João Capiberibe defende cassação de José Sarney
Jornal Pequeno

E denuncia que o ex-presidente da República cometeu graves abusos eleitorais para se reeleger senador pelo Amapá

O ex-governador do Amapá, João Capiberibe (PSB), defendeu ontem, em São Luís, a cassação do mandato do senador José Sarney (PMDB-AP), acusando-o de ter praticado uma série de abusos tanto econômicos quanto na manipulação dos meios de comunicação, durante a campanha eleitoral de 2006. “Se houver um julgamento jurídico, o senador José Sarney perderá o mandato, como eu perdi, por um julgamento político”, declarou Capiberibe.

Ele explicou que foram tantos os abusos que o candidato a vice-governador do Amapá, Joel Cilião, na chapa de Gil Mauro Souza (PHS), ingressou na Justiça Eleitoral com uma grave denúncia contra o ex-presidente da República. Cilião pede a aplicação de multa e cassação do mandato de Sarney pelo uso de um funcionário público na campanha, o advogado Fernando Aquino, que é funcionário do Congresso Nacional. Foto:Arquivo/Gilson Teixeira

Capiberibe frisou que a lei veda terminantemente a participação de funcionários públicos, salvo em licença para questões de interesse pessoal e sem remuneração. “E a defesa do senador José Sarney me parece muito falha. Aliás, ele não deu muita importância à defesa, que apresentou duas certidões de férias que estão sob suspeitas”, afirmou o ex-governador do Amapá, acrescentando que tem a informação de que o advogado realmente tirou licença, sem vencimentos, mas a partir do dia 6 de outubro, portando após as eleições.

Foto:Arquivo/Gilson Teixeira