Relatório denuncia garimpo do Lourenço

Técnicos do Departamento Nacional de Produção Mineral - DNPM, apresentaram um relatório da área em que a cooperativa dos garimpeiros do Lourenço atua na exploração de ouro. Segundo o relatório fotográfico, os cooperados trabalham sem nenhuma segurança, as escavações para a exploração de ouro oferecem graves perigos de desabamento. Além da falta de segurança, o relatório denunciou os danos ambientais que a atividade do garimpo do Lourenço está causando ao meio ambiente. O relatório foi apresentado para a Promotora de Justiça Ivana Cei, Titular da Promotoria do Meio Ambiente, Policiais do Batalhão Ambiental, Secretário Estadual do Meio Ambiente Marcelo Creão, Delegado de Policia Federal e Policiais do Grupo Tático Aéreo- GTA.

A Promotora de Justiça do Meio Ambiente Ivana Cei disse que a cooperativa não deveria estar atuando em função dos danos ao meio ambiente e perigos de acidentes que a falta de segurança oferece. Disse também que os danos são graves e que vai agir de forma coletiva unindo várias instituições em prol da segurança e da preservação. Segundo o relatório do DNPM, no período de janeiro a setembro de 2007 foram registrados 280 acidentes, com 9 mortes. A Promotora do Meio Ambiente recebeu também denúncia de acidentes com o manuseio do mercúrio e cianeto, produtos químicos utilizados na exploração do ouro. O Diretor do DNPM, João Picanço pediu apoio do Ministério Público Estadual e Federal para coibir as infrações. (Sândala Barros)