Ser igual é muito fácil
Rubens Alves

Ser igual é muito fácil. Basta deixar-se levar pela onda, ir fazendo o que todos fazem, não é preciso pensar muito nem tomar decisões. As decisões já estão tomadas. É só seguir a onda. A vida é uma grande festa. Mas o "diferente" está sozinho. Não existe nenhuma onda que o leve, nenhum Bloco que o carregue.

Cada movimento é uma batalha. Os "normais" podem dizer simplesmente: "Sou igual a todos, portanto, sou". É a igualdade que define o seu ser. Mas os "portadores de deficiência" têm de fazer uma outra afirmação: "Pugno, ergo sum" - Luto, logo existo. Muitos, sem coragem para enfrentar a luta solitária, desistem de viver e são destruídos. Os que aceitam o desafio, entretanto, se transformam em guerreiros.

(Rubem Alves in Conserto para corpo e alma - Ed Papirus - 1998)