Pequenos agricultores receberão financiamentos na Expofeira

Governo do Estado e Bancos do Brasil e da Amazônia são os agentes financiadores


O Governo do Amapá, através da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Rural (SDR), vai atuar com financiamento a pequenos agricultores durante a edição da 44ª Expofeira do Amapá e da 2ª Feira do Empreendedor. A programação acontece de 24 deste mês a 2 de dezembro. O Fundo de Desenvolvimento Rural do Amapá (Frap) será um dos principais financiamentos disponibilizados pelo Governo do Estado. O Frap atende pequenos agricultores, aqueles que trabalham basicamente com a chamada agricultura familiar e que dependem exclusivamente da atividade agrícola.

Antônio José Silva Colares, da Coordenaria de Desenvolvimento Rural da SDR, antecipou que pelo menos 30 agricultores estão cadastrados para acessar os recursos do Frap. Ele citou que os cadastrados são feitos com antecedência na própria Secretaria Rural. Antônio Colares garantiu que durante os dez dias de Expofeira, no Parque de Exposições da Fazendinha, técnicos do Governo do Estado que atuam no setor rural estarão cadastrando novos agricultores.

ESTANDE

O estande da SDR vai funcionar no Shopping do Produtor Rural. Os valores dos financiamentos serão definidos de acordo com a renda bruta anual de cada agricultor. Antônio mencionou que de 2003 para cá, o Governo do Estado financiou cerca de R$ 300 mil através do Frap.

Os bancos da Amazônia e do Brasil também vão trabalhar com financiamentos na Expofeira. O Banco da Amazônia vai dispor de dois estandes para atender micros e pequenos agricultores rurais. Os recursos são provenientes do Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO- Amazônia Sustentável). Os créditos beneficiam também micros e pequenos empresários nas áreas rural, industrial, comercial e prestação de serviço.

Adalberto Fonseca de Moura, gerente de negócios do Banco da Amazônia, garantiu que o banco dispõe de R$ 150 milhões para esse tipo de financiamento. “É óbvio que em dez dias de Expofeira é impossível se consumir todo esse volume de recurso, mas nossos financiamentos não dispõe de limites”.

Adalberto frisou que de janeiro à outubro deste ano, o Banco da Amazônia financiou cerca de 53 famílias com recursos do FNO, via Programa Nacional de Agricultura Familiar (Pronaf). Os empréstimos efetivos ano passado somaram aproximadamente R$ 1,4 milhão.

ESTÍMULO

José Carlos Vasconcelos, gerente do Banco do Brasil em Macapá, anunciou que este ano, o BB vai disponibilizar cerca de R$ 8 milhões. Os recursos segundo ele, serão utilizados no financiamento à médios e grandes produtores para custeio e investimento agrícola e pecuário. O dinheiro utilizado para esse tipo de financiamento virá da Poupança e do BNDS. José Carlos disse que com recursos do Pronaf o BB vai atender também o pequeno produtor. Esse tipo de financiamento, diz o gerente vai de R$ 5 mil à R$ 18 mil. Carlos disse que para acessar esses recursos os pequenos produtores deverão estar vinculado aos programas de Desenvolvimento Regional Sustentável (DRS) e Amapá Produtivo Local (APL), do Governo do Estado.

MAIS INFORMAÇÕES: 2101- 3235/ 9972- 0264/ 9902- 4481/ 9126- 5300.

Edy wilson Silva