Casa da Amapalidade é inaugurada em grande estilo

Beleza e inovação mostram o melhor da amapalidade nesta 2ª Feira do Empreendedor

Da Assessoria de Comunicação do Sebrae/Ap
Fotos: Fernanda Picanço

Beleza, grafismos, costume, inovação e elegância, fazem parte da Casa da Amapalidade. Inaugurada no último domingo 25 de novembro, a casa vem mostrar e destacar a tradição da cultura amapaense de uma forma eficaz, com traços regionais e contemporâneos.

A Casa foi inspirada no sentimento de Amapalidade, tendo como principais características, traços antigos das civilizações que viveram no Amapá há mais de dois mil anos, denominadas Maracá e Cunani, culturas essas que deixaram de herança grafismos e pinturas que representam hoje a identidade amapaense.

Segundo a gestora de artesanato do Sebrae, Mary Lima, “A Casa procura retratar o que seria na prática esse sentimento de amapalidade, bem como a forma de convívio do amapaense, as lembranças do passado, a ambientação é baseada nas culturas regionais e contemporâneas”, destaca.

Com 215m² a Casa da Amapalidade está recheada de artesanato, artes plásticas, móveis e decoração genuinamente amapaense destacando as civilizações Maracá e Cunani.

A gestora Mary Lima, destaca, que em três meses aconteceram cerca de 15 oficinas para artesãos, moveleiros e artistas plásticos, visando repassar a estes empreendedores o sentimento de amapalidade. “Na construção da casa, tivemos a participação de 14 arquitetos do Estado e de 70 pessoas trabalhando na construção. Estima-se que a casa tenha custado aproximadamente 200 mil reais, só conseguimos isso porque tivemos apoio de 25 patrocinadores, que investiram e doaram produtos para serem expostos na casa”.

Segundo o gestor do projeto Madeira Móveis do Sebrae, Joseman Pereira, alguns móveis que estão exposto na casa foram produzidos nas oficinas, como cama de casal, a mobília do quarto de solteiro, a mesa do escritório, da sala e da cozinha.

A arquiteta Izaneth Aguillar, disse que este projeto contou com a participação de 14 arquitetos e 7 acadêmicos de arquitetura e de designer da Unifap (Universidade Federal do Amapá) e Ceap (Centro de Ensino Superior do Amapá). “Exploramos muito as cores e texturas, e novas técnicas utilizando adesivos na parede que compõem o tema Maracá e Cunani. Nosso objetivo foi construir um ambiente com a cara do Amapá, um exemplo disso é a área de serviço que destaca os detalhes da madeira de tarugo, a cozinha com panelas de barro produzidas no distrito do Maruanum, a sala composta por móveis projetados pelos designes e produzidos por moveleiros do Estado, o corredor adaptado com quadro de artistas locais, a cama do casal denominada pororoca, sala de banho com detalhes em madeira, e outros”.

Para agradar as pessoas que visitam a Casa da Amapalidade, o Sebrae estará realizando no dia 1º de dezembro, uma premiação com uma passagem Macapá, Fortaleza, Macapá, para as pessoas que votaram no melhor ambiente da casa. A passagem foi doada pelo empresário Giovane Almeida, da empresa Amazon Voyage. Outra premiação será realizada por um júri técnico que definirá a melhor peça de artesanato, móveis e artes visuais